O regresso do MYCA para promover a gastronomia minhota

O regresso do MYCA para promover a gastronomia minhota
Divulgação

Além da distinção do melhor de cozinha minhota, este ano a competição conta pela primeira vez com a prova de chef de Sala e Bar do Minho.


O objectivo é elevar o prestígio destas profissões que são a chave de sucesso na restauração e hotelaria, ao mesmo tempo, que tornam esta formação mais atractiva junto dos jovens.

A  competição divide-se em duas etapas. A semifinal decorre já nos dias 20 e 21 de Novembro em Braga. Nesta primeira prova, os jovens de cozinha vão confecionar uma receita que tem o bacalhau como ingrediente principal enquanto que os colegas de Sala e Bar prestam a prova de cafetaria, gestão de mesa, elaboração de um cocktail à base de café, prova de cerveja e harmonização do prato com um vinho verde.


Os vencedores vão disputar o primeiro lugar na final do MYCA, marcada para 09 e 10 de Dezembro. O primeiro dia do evento será dedicado a seminários sobre a gastronomia e no dia seguinte, os concorrentes terão de confecionar uma receita tradicional da região minhota e uma inovação dessa mesma receita.

  O chef António Loureiro, o sommelier Hélder Silva, o chef Álvaro Dinis ou o chef Renato Cunha são alguns dos nomes do júri do MYCA.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade