"É muito importante contar com o turismo português no próximo ano e, em particular, até ao fim do próximo verão"

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou, no encerramento da V Cimeira do Turismo Português,"que não tenham pressa em conhecer o resto do mundo. Tenham pressa em conhecer melhor Portugal".

Para o Presidente da República, "esta fase é a mais difícil" da crise provocada pela pandemia de Covid-19, que se prolongará por "seis meses, sete meses", e por isso "é muito importante contar com o turismo português no próximo ano e, em particular, até ao fim do próximo verão". "É aí que tudo se joga", defendeu.

O chefe de Estado considerou que os portugueses "foram extraordinários ao viajarem neste verão, ao percorrerem o país, ao contribuírem para preencher uma parte do vazio deixado pelos estrangeiros que não vieram, ao não irem para o estrangeiro ficando em Portugal, ao descobrirem maravilhas em Portugal".

E apelou, ainda, para que "continuem a fazer o mesmo, daqui até ao fim do ano e na passagem do ano. E o mesmo daí até à Páscoa. E, se tiverem férias, ou se tiverem uns dias, ou uns fins de semana longos, nesse tempo, sobretudo na Páscoa. E depois, ao planearem as férias de verão do ano que vem".

O Presidente da República pediu a todos que "comecem a pensar nisso com tempo, para com tempo darem horizonte de segurança ao turismo em Portugal, e à restauração, e a uma parte do comércio, e outras que estão obviamente entre si ligadas, e outros tantos serviços".

"Há um ano, a vossa preocupação, de alguns de entre vós - penso eu, apesar de tudo, uma minoria - era ter-se turistas a mais. A nossa preocupação neste ano é termos turistas a menos, neste ano e no próximo ano. Pois então, os portugueses comecem eles próprios por serem turistas na sua terra", insistiu.

Marcelo Rebelo de Sousa declarou "testemunhei em momentos críticos, cruciais da primeira fase da  a sua dedicação ilimitada em termos intelectuais e físicos, a sua dispersão por  tão variadas como a indústria, o comércio, o turismo, os serviços, e também a sua resistência, não é coisa menor"

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal, agradeceu a Marcelo Rebelo de Sousa "pelo apoio que sempre tem demonstrado" ao sector, que qualificou como "inexcedível".

No início da sua intervenção, o Presidente da República também saudou Francisco Calheiros e adiantou que, depois de recentemente ter estado com representantes do sector do turismo no Porto, prosseguirá esses contactos em Fátima, Vila Real, Cúria e no Alentejo.

Concluiu a sua intervenção afirmando que "não deixaremos de percorrer todo o território continental em contacto com a realidade do turismo no sentido mais amplo do termo".

Lusa/O Turismo PT

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade