World Travel Market (WTM) foi cancelada, mudando para virtual

World Travel Market (WTM) foi cancelada, mudando para virtual
O Turismo PT

A World Travel Market (WTM), uma das maiores feiras turísticas do mundo, que se realiza anualmente em Londres, acaba de anunciar que este ano foi cancelada.

A edição de 2020 estava prevista para 02 a 04 de Novembro, decidindo não realizarem a edição presencial, pelo que a WTM virtual irá ter lugar de 09 a 11 de esse mês.
Simon Press, director da feira explicou a O Turismo PT que “lamentavelmente, este ano será a primeira vez desde 1980, quando a feira foi criada, que não haverá um evento presencial”.

Explicando que “as contínuas restrições de viagens, a imposição de requisitos de quarentena e os encerramentos locais em toda a Europa significam que os nossos eventos passaram a ser totalmente virtuais”.

O responsável sublinhou que “temos trabalhado incansavelmente para organizar um evento especial, mas o número crescente de restrições de viagens e a incerteza que reina, significa que não será fácil para muitos visitantes estrangeiros assistir pessoalmente

Contudo explicou que para além disto “a incerteza continua de modo a não permitir que se realizem conferências e eventos empresariais no Reino Unido

A data limite oficial para tomas esta decisão era 01 de Outubro, mas a organização decidiu não esgotar o prazo tendo renunciado a um evento presencial.


Simon Press acrescentou que “milhares de profissionais do sector de viagens em todo o mundo poderão reunir-se e ultimar negócios em variadas sessões virtuais para ajudar a indústria a recuperar, reconstruir-se e inovar”.


A edição online da WTM terá lugar de 09 a 11 de Novembro oferecendo aos delegados a oportunidade de organizar reuniões virtuais individuais para realizar negócios, assistir a conferências e mesas redondas.

Existirão quatro espaços virtuais para a realização de webinars e debates, incluindo o de turismo responsável.

Haverá uma versão virtual  de Travel Forward, evento de tecnologia de viagens e turismo radicado junto de WTM, que combinará com exibição virtual, sessões de conferências e redes rápidas para que as empresas emergentes conheçam os investidores.
O tema “Resiliência, inovação, resposta” será centrado na tecnologia para apoiar a recuperação do sector.

O cancelamento desta feira” não surpreendeu o sector turístico”, afirma Kate McWilliams, porta voz da agência de marketing e comunicação turística Lotus, com sede em Londres, que confia numa feita virtual “ de certeza que será um êxito”.

O mercado britânico é o maior emissor de turistas para Portugal, pelo que pensamos que o cancelamento da feira pode gerar incerteza em Portugal, pela forte presença do destino em cada ano, onde escritórios, cadeias hoteleiras e empresas turísticas sonham estar presentes em cada ano” assinala.

No entanto assinala que continuam a existir importantes oportunidades para o sector turístico português no Reino Unido.
Fomos contactados por muitas empresas  à procura de alternativas para continuar a incentivar o turista britânico, depois de um verão complicado. Acreditamos que o cancelamento do evento presencial levará muitas empresas a repensar como maximizar os seus pressupostos para gerar uma maior retorno de investimento dos seus pressupostos

 
 

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade