Sabugal recebe a estreia do Congresso de Turismo Rural, COETUR, em Portugal

Sabugal recebe a estreia do Congresso de Turismo Rural, COETUR, em Portugal
O Turismo . PT

O Sabugal recebe a sexta edição do COETUR - Congresso Europeu de Turismo Rural sob o tema “Destino Ibérico, turismo rural sem fronteiras”, estreando-se em Portugal após cinco anos em Espanha.

 

A realização do Congresso, em Portugal, relaciona-se com o interesse estratégico, dos dois países, de juntar esforços que definam a Península Ibérica como um destino atractivo mundialmente, com incidência principal para os turistas de mercados mais longínquos.

Para Ana Alonso - Directora de Comunicação e Relações Institucionais da Escapada Rural, o número previsto de 200 participantes pode parecer pequeno, mas "estamos muito mais que satisfeitos", uma vez que “é complicado mobilizar as pessoas no âmbito do turismo rural”, uma vez que este sector é principalmente composto por pequenas e médias empresas, que se encontram dispersas pelo território.

Ana Alonso afirmou que "a celebração do COETUR no Sabugal reforça a nossa entrada no mercado luso e queremos que contribua para gerar sinergias entre os empresários de ambos os países”.

O COETUR 2019 tem um carácter profissional, dirigindo-se a empresários e aos profissionais do Turismo Rural Ibérico, uma vez que a oferta é muito parecida em ambos os países podendo cooperar neste âmbito, nomeadamente na atracção de turistas estrangeiros.

A directora afirmou que "47% dos alojamentos em Portugal recebem maioritariamente visitantes internacionais", mas no país vizinho "apenas 6% de visitantes estrangeiros". Ou seja os espanhóis não elegem o Turismo Rural estrangeiro, para as suas férias.

O Congresso terá como território convidado a região espanhola da Extremadura, pelo seu “trabalho de apoio de territórios fronteiriços” que tem vindo a desempenhar, destacando a cooperação com as regiões Centro de Portugal e Alentejo.

O COETUR 2019 tem como principais objectivos "ser o ponto de encontro profissional mais importante da península", assim como "desenvolver um evento de, e, para o sector", assim como "os desafios do conceito Smart Rural" segundo Ana Alonso.

Para o Presidente da Turismo Centro de Portugal - Pedro Machado - "o Turismo Rural tem singularidade e competitividade", justificando que a principal razão para se associarem ao evento "é cada vez mais contribuir para que estes dois países se tornem num só", revelando que "a nossa relação com Castilla Y Léon está a solidificar-se".

Pedro Machado salientou a importância da "existência de verdadeiras redes colaborativas", destacando que "a que inclui o Turismo Rural é muito importante para nós", referindo-se ás Aldeias Históricas de Portugal. na Turismo Centro de Portugal "acreditamos muito nas valências do Turismo Rural" e queremos aproveitar o Congresso "para aumentar a oferta em Espaço Rural", assim como "que nos ajude a captar investimento do exterior", explicou Pedro Machado

Alguns dos oradores que marcarão presença são a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e o secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino.

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade