Primeira Dama do Quénia no WTTC: "temos visto um decréscimo de caça furtiva"

Primeira Dama do Quénia no WTTC: "temos visto um decréscimo de caça furtiva"
Divulgação

A Primeira Dama da República do Quénia, Magaret Kenyatta, esteve no World Travel & Tourism Council (WTTC) Global Summit para promover o turismo no Continente Africano e acabou por ser homenageada.

 

Aquela que é conhecida como embaixadora do turismo africano, Margaret Kenyatta, afirmou perante uma plateia bastante interessada na sua intervenção no WTTC, que "o Continente Africano é o segundo destino a nível mundial".

O Quénia tem sido um dos centros de turismo mais procurados na África Oriental, na África e no mundo em geral, e a viagem da primeira-dama pretendeu atrair mais turistas e impulsionar ainda mais o sector.

A Primeira Dama salientou que no seu país "as mulheres têm uma importância muito grande para a nossa economia", frisando que se tem visto "um potencial nas mulheres e nos jovens, na conservação da natureza, em medidas inovadoras, em trabalhos manuais, entre outros".

No Quénia "trabalhamos para proteger as nossas mulheres da exploração sexual" e "queremos que elas participem na planificação do turismo", explicou a oradora. Sobre os jovens, explicou que "têm um potencial importante, mas que não está a ser explorado".

O Quénia já tem uma lei que pode tornar a caça ilegal de animais selvagens um crime capital, ou seja, passível de ser punido com a pena de morte. Os elefantes e os rinocerontes são os animais mais procurados, tendo sido extinta a espécie Rinoceronte-Branco, em Março de 2018.

Margaret Kenyatta destacou "as viagens para o continente africano têm sido graves, pois temos perdido muitos elefantes e rinocerontes". Referindo que no seu país "temos visto um decréscimo de caça furtiva", mas mesmo assim "137 milhões de toneladas de marfim foram queimados". A primeira Dama informou que foi criado um consórcio de turismo dos países africanos "que se uniram para impedir essa caça furtiva".

Terminou a sua intervenção fazendo um convite a todos os que estavam na sala e aos que a viam pela Internet para "visitar África, um continente muito rico, com uma população maravilhosa e uma hospitalidade grandiosa".

Após ter terminado, foi homenageada, pelo WTTC, pela sua contribuição ao desenvolvimento do turismo em África,.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade