Chakall leva os segredos da gastronomia a vários recantos de Portugal

Quem segue de perto o percurso de Chakall sabe que uma das suas paixões são as viagens e a ligação da gastronomia aos locais.


Assim ninguém fica admirado com o facto de Chakall desde o dia 16 de Novembro passeia por Portugal para estar presente em dois eventos gastronómicos.

O dia começou em Lisboa, como habitualmente, mas a meio da tarde Chakall chegou à Lourinhã, um local onde já viveu e ao qual gosta sempre de voltar, para uma iniciativa que integra a VII Quinzena Gastronómica da Aguardente DOC Lourinhã, que dura até ao próximo dia 25 de Novembro. Chakall começou a cozinhar, a partir das 16:00, no Espaço Sabores Lourinhã, pratos cujo ingrediente central é, como não podia deixar de ser, a aguardente da região.

Esta ação, destinada essencialmente a meios de comunicação social, contará ainda com a presença de produtores e de membros da Colegiada de Nossa Senhora da Anunciação.

No final, haverá ainda uma prova de doçaria que integra Aguardente DOC da Lourinhã na sua confeção. A Região Demarcada de Aguardente Vínica de Qualidade com Denominação de Origem Controlada (DOC) “Lourinhã” comemora 26 anos em 2018 (foi criada a 07 de Março de 1992) e é composta por cinco municípios (Lourinhã, Bombarral, Óbidos, Peniche e Torres Vedras). A região, única em Portugal para a produção exclusiva de aguardentes vínicas, é uma das três regiões demarcadas da Europa.

A utilização de produtos regionais de excelência não é novidade para o chef argentino, já que nos seus espaços, especialmente no Areal Beach Bistrot by Chakall, localizado na Lourinhã, faz questão de os utilizar na sua cozinha. Exemplo disso são as bolas de Berlim com recheio de abóbora e aguardente da Lourinhã ou com recheio de pêra rocha – apresentados neste verão – ou a batata doce da região que faz parte de alguns dos seus pratos.


Pelas 21:30, e a cerca de 300 quilómetros de distância, chegou a vez do Fundão.
O Míscaros – Festival do Cogumelo 2018 celebra este ano a sua 10ª edição e Chakall junta-se à festa. Tendo sido o primeiro chef a abraçar este festival na primeira edição, este regresso tem um sabor muito especial e “quase obrigatório”.


Com o intuito de explorar o forte património fúngico do país com mais de 300 espécies, entre as quais se destacam os míscaros que nascem nas encostas da Serra da Gardunha, surgiu o Míscaros – Festival do Cogumelo, um evento cuja organização é da Liga dos Amigos do Alcaide, da Câmara Municipal do Fundão e da Junta de Freguesia do Alcaide.

Até domingo, na aldeia do Alcaide, no concelho do Fundão, os visitantes poderão aproveitar os passeios micológicos e maravilhar-se com

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade