“Casa das Pipas” recebe a 13ª Chave Verde pelas práticas ambientais

A Casa das Pipas, unidade de enoturismo Quinta da Portal, pelas suas práticas ambientais, recebeu mais uma vez “Chave Verde”, atribuída pela Associação Bandeira Azul da Europa.


Há muitos anos que a administração da Quinta do Portal entendeu a vantagem de seguir o caminho da sustentabilidade diminuindo desse modo a “pegada ecológica da actividade turística”.

Por esta prática  a respectiva unidade hoteleira recebe pelo 13º ano consecutivo a “Chave Verde”. A Casa das Pipas procura respeitar o ambiente passando a mensagem tanto para o staff como para os hóspedes.

Senão vejamos “O uso racional de bens de primeira necessidade como água ou eletricidade, o empenho na redução e separação de resíduos para reciclagem, os materiais consumíveis utilizados ou a plantação de um jardim biológico que fornece o restaurante da quinta são só alguns dos exemplos que foram implementados ao longo dos anos tendo em vista a defesa do meio ambiente”, refere a nota de imprensa.

Por outro lado, o Programa de Gestão Ambiental da empresa cumpre com a legislação nacional e internacional, “com uma política de responsabilidade social que integra as áreas do ambiente, saúde, segurança e trabalho”.

Mas há mais práticas ambientais: “no complexo consome-se energia com certificado ambiental ou renovável, regista-se a quantidade de resíduos e é elaborado um plano de redução dos mesmos”.

O desenvolvimento de uma política sustentável está também patente no trabalho desenvolvido nas vinhas, que estão em processo de produção integrada, e ainda na compra de consumíveis, como por exemplo, na redução do peso das garrafas.

A Quinta do Portal é membro do The Porto Protocol, um movimento cujos valores são “a sustentabilidade, a partilha e a proteção e o otimismo, através de práticas de responsabilidade, colaboração e comprometimento para mitigar as alterações climáticas”.

O prémio integra-se no programa “Green Key” de educação ambiental, que põe em prática novas formas de encarar a gestão e a utilização de estabelecimentos turísticos.

Desenvolvendo conceitos de turismo sustentável e turismo responsável, vai contribuindo para o nascimento de uma “nova consciência individual e colectiva orientada para o desenvolvimento sustentável”.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade