Criam-se alianças para o enoturismo ser motor do desenvolvimento rural

 Inovação, alianças e uma melhor coordenação são elementos essenciais  para fazer do enoturismo motor do desenvolvimento rural.


É esta a mensagem que sai da quinta Conferência Mundial da OMT sobre Turismo Enológico, realizada no Alentejo em Portugal, sob o tema “O enoturismo como motor do desenvolvimento rural”.

Em consonância com o tema central do Dia Mundial do Turismo que se celebra a 27 de Setembro, a Conferência reuniu agentes dos sectores publico e privado com o objectivo de identificar formas de maximizar a possível contribuição do sector para um crescimento inclusivo.
Da ordem do dia constavam também o avanço da transformação digital, o marketing e a promoção e a conservação da natureza através de um enoturismo próspero.

Foram 150 as pessoas que assistiram à conferência e muitas mais que escutaram virtualmente foi dito por um vasto numero de peritos, desde produtores e distribuidores de vinhos até operadores turísticos, destinos e meios de comunicação

O enoturismo e a sua ligação ao território, os produtos locais e as tradições abrem novas oportunidades para avançar com o emprego e a inclusão nas zonas rurais.

A abertura Zurab Pololikashvili, secretário geral da OMT declrou que “ a pandemia reforçou o papel do Turismo no avanço do desenvolvimento rural.” Acrescentando : “ o enoturismo e a sua ligação aos produtos locais e às tradições abre novas oportunidades para avançar com o emprego e com a inclusão na zonas rurais”

Com o secretário geral Pololikashvili estavam Rita Marques, secretaria de Estado de Turismo de Portugal, Jean-Baptiste Lemoyne, secretario de Estado do Ministro de Europa e Assuntos Externos de França, Sofia Zaharaki, viceministra de Turismo de Grecia, e Mariam Kvrivishvili, viceministra de Economía e Desenvolvimento Sustentàvel da Georgia.


Por seu lado Pedro Siza Vieira, ministro de Estado da Economia e Transição Digital de Portugal afirmou que “ o enoturismo ocupa um plano principal no nosso Plano Nacional de Turismo. Tem como objectivo atrair mais visitantes, de mais países, durante todo o ano em todo o Portugal”.
Anunciou ainda o lançamento da página web de Enoturismo de Portugal e da primeira Semana do Vinho e das Viagens que terá lugar no Porto em Fevereiro de 2022.

O presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz acrescentou que as autoridades locais têm um papel primordial na valorização dos territórios vitivinícolas.

Por seu lado o ministro do Turismo de Itália Massimo Garavaglia, declarou que o sector vitivinícola e gastronómico revelam-se cada vez mais como “uma plataforma de afirmação para o turismo italiano”.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade