Quanta Terra Golden Edition: a era Douro dos brancos portugueses

A segunda edição de um vinho que nasceu de um (feliz) acaso confirma a aposta de sucesso do produtor Quanta Terra no lançamento de vinhos brancos de idade.

 

Em 2011, Celso Pereira e Jorge Alves, os enólogos responsáveis pelo projecto Quanta Terra, resistiram à corrente que marcava a região do Douro e decidiram começar a reservar, todos os anos, nas suas melhores barricas, cerca de mil litros do vinho destinado à produção dos brancos da casa.

Seis anos mais tarde, numa prova ocasional, redescobriram estes lotes e ficaram surpreendidos pela sua elevada qualidade, resultado de uma excelente evolução no tempo.

Depois do sucesso do primeiro lançamento no ano passado, colheita de 2011, chega agora ao mercado a edição especial “Quanta Terra Golden Edition Branco 2012”.

Elaborado a partir de “um blend das castas Gouveio (50%) e Dorinto, Donzelinho e Boal (50%), oriundas de vinhas plantadas no Planalto de Alijó, a cerca de 650 metros de altitude, em solos de transição entre xisto e granito,” o grande segredo deste vinho está no paciente estágio a que foi submetido.

Durante seis anos, repousou em barricas usadas de carvalho francês, com capacidade para 228 litros.

O resultado é um vinho com personalidade própria, marcado pela complexidade de aromas e sabores ao primeiro contacto.
Mineral e com uma frescura intensa, “revela uma harmoniosa acidez e um final longo e cativante.” Desenhado para resistir ao tempo, pode ser desde já consumido, recomendando-se a companhia de pratos de aves de capoeira ou queijos curados e de pasta mole.


O Quanta Terra Golden Edition Branco 2012 fica ainda marcado pela produção minúscula, que se traduz em apenas 2380 garrafas de 0,75L e 60 garrafas em formato Magnum disponibilizadas ao mercado com distribuição exclusiva da OnWine Nacional.

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade