Paço de Teixeiró: novas colheitas, mais frescura

Sob o brasão da família Montez Champalimaud, os vinhos Paço de Teixeiró carregam uma herança secular na região dos Vinhos Verdes

.

Os anos 80 foram o ponto de viragem para a casa Montez Champalimaud na região dos Vinhos Verdes, mas o emblema de excelência na produção de vinhos já se desenhava no século XV.
Na nova era contemporânea, os vinhos Paço de Teixeiró levam à mesa frescura e juventude, não esquecendo “as tradições do passado e o papel de referência incontornável na produção de vinhos intemporais e de elevada qualidade.”

Respirando os climas pouco temperados da sub-região de Baião, nos contrafortes a sul da Serra do Marão, a Quinta de Paço de Teixeiró estende-se por 8 hectares de vinha, num terroir com características singulares e excecionais, que se reveste por solos xistosos.  A dominar a Quinta estão as castas Avesso e Loureiro, que servem de base aos vinhos da casa, traduzindo de forma autêntica a essência de toda a região.

Sob o olhar atento de Lourenço Charters Monteiro, enólogo da casa Montez Champalimaud, este é o berço do Paço de Teixeiró Branco e do Paço de Teixeiró Avesso, duas referências que se distinguem “pela elevada frescura e complexidade aromática, pedindo lugar cativo à mesa.”

Desenhado pelas castas Avesso (80%) e Loureiro (20%), provenientes de vinhas com mais de 35 anos de idade, “o Paço de Teixeiró Branco 2018 emana elegância e profundidade.” A cor citrina com tons palha desdobra-se em notas florais e cítricas e ainda num discreto apontamento de frutos tropicais. O toque cítrico acompanha toda a experiência de prova, culminando num final longo e com muita textura na boca, revelando todo o seu potencial gastronómico.


Numa linha mais complexa, o Paço de Teixeiró Avesso 2017 deve todo o seu encanto à casta que lhe empresta o nome. As uvas, vindimadas manualmente, são submetidas a uma prensagem suave que contribui para uma cor palha e uma mineralidade vibrante. Em contraste, sugere um leve fumado com notas cítricas que atingem um ápice equilibrado, volumoso e muito fresco. Deste espetáculo de sabores nasceram apenas 1.600 garrafas, que antecipam curta presença na prateleira. 

As novas colheitas de Paço de Teixeiró, “a primeira novidade da casa Montez Champalimaud para 2019, já se encontram disponíveis em todo o mercado nacional.”

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade