Vila Nova de Foz Coa é ponto de convergência com "Festival do Vinho do Douro Superior 2019"

De 17 a 19 de Maio, em Vila Nova de Foz Côa O”Festival do Vinho do Douro Superior 2019” promove colóquio que coloca Foz Côa no “ponto de convergência de todas as proximidades

 


Entre 17 e 19 de Maio, tem lugar a 8.ª edição do “Festival do Vinho do Douro Superior” (FVDS)  que é “o ponto de encontro entre produtores da sub-região duriense e enófilos de vários pontos do país, das ilhas e até do estrangeiro.”

É na ExpoCôa, em Vila Nova de Foz Côa, o “ponto de convergência de todas as proximidades”.que tudo acontece.

Este será também o tema do colóquio que acontece entre as 09:00 e as 13:00,  de sábado, dia 18 de Maio, com o jornalista e crítico da Grandes Escolhas, Fernando Melo como orientador e moderador.

Sustentada em três pilares – Nordeste, sub-região do Douro Superior e raia –, a chamada nova interioridade tem como base cinco frentes de proximidade: Geográfica e Social, pela interacção directa com distritos/concelhos vizinhos e pelos fluxos de mão de obra e capital humano que crescentemente vão povoando o concelho, respectivamente; Cultural, pelos muitos circuitos das artes, letras e criatividade que passam por Foz Côa; Gastronómica, reforçada pelo despertar para as cozinhas de raízes pela mão de cozinheiros e empresários que regressam à terra natal; e Vínica, pela qualidade e diversidade que se reconhece nos projectos actualmente em afirmação. Cada uma serve de motivo para reunir personalidades.


De acordo com o programa, a palestra começa, pelas 09:15, com a proximidade geográfica e social “embarcada” no turismo enquanto hub internacional centrado no caso do Pipadouro - Vintage Wine Travel representado por Gonçalo Correia dos Santos, CEO e um dos co-fundadores deste turismo fluvial de luxo.
Uma oferta diferenciadora criada em 2007 e que, deste então, tem proporcionado múltiplas experiências ao longo do Rio Douro, também ao nível dos vinhos e da gastronomia.

Por sua vez, o Museu do Côa, plataforma de valorização de recursos endógenos, ao serviço da região, do país e do mundo, é esmiuçada, a partir das 09h45, no âmbito da proximidade cultural, por Bruno J. Navarro. Natural de Coimbra, licenciou-se em História na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, onde também concluiu o mestrado em História Contemporânea. Foi docente e investigador na área e, em 2017, passou a desempenhar a função de Presidente da Fundação Côa Parque.

Pelas 10:15 é chegada a hora de falar acerca da proximidade gastronómica com a dupla inseparável Óscar e António Gonçalves. Os dois irmãos oriundos de Bragança administram, desde 01 de Março de 2014, a Pousada de Bragança elevando, gradualmente, a cozinha do G Pousada e o produto transmontano ao mais alto patamar da gastronomia. Um desafio recentemente recompensado com a conquista de uma estrela Michelin da edição de 2019 do Guia Michelin de Espanha e Portugal.


A proximidade vínica é o assunto em debate a partir das 11h15. O granito na transição com o xisto, brancos excepcionais, tintos clássicos, Portos diferentes é a temática a desenvolver com   Bento Amaral. Licenciado em Engenharia Alimentar pela Escola Superior de Biotecnologia,  enólogo, professor e, desde 2013, Director dos Serviços Técnicos e de Certificação do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP), para além de júri de vários concursos vínicos nacionais e internacionais, tendo sido condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique atribuída, a 10 de Junho de 2009.


Francisco Seixas da Costa é, para fechar, o Keynote Speaker deste colóquio. Nascido em 1948, é licenciado em Ciências Sociais e Políticas pela Universidade Técnica de Lisboa e diplomata, desde 1975. Foi Secretário de Estados dos Assuntos Europeus, entre 1995 e 2001, ano em que foi embaixador português junto das Nações Unidas e, simultaneamente, da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa e no Brasil, bem como junto da UNESCO.
Recentemente acumula as funções de membro do Concelho Geral Independente da RTP e a de Administrador da Mota-Engil SGPS S.A., desde 2017 e 2018, respectivamente, entre outras.

FVDS: Mostra de vinhos e de produtos alimentares típicos da região

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade