Taylor’s lança Single Harvest 1969

Taylor’s lança edição limitada de vinho do Porto envelhecido para celebrar cada meio século.

 

As grandes reservas da Taylor’s de vinhos do Porto muito velhos envelhecidos em casco permitem-lhe ser o líder da categoria Tawnies de Idade (10, 20, 30 e 40 anos) e oferecer colheitas raras, de grande interesse quer para o amante de vinho do Porto como para o colecionador”, refere Adrian Bridge, director geral da Taylor’s que acrescenta: “O Taylor’s Single Harvest 1969, o sexto desta magnífica série de edições limitadas, é um vinho absolutamente excecional e um digno herdeiro da arte do envelhecimento em madeira que a Taylor’s afinou ao longo dos séculos.”

Estes extraordinários vinhos do Porto envelheceram em cascos de carvalho mantidos em condições frescas, escuras e tranquilas durante todo este tempo. Foi assim que o vinho maturou, lenta e equilibradamente, e foi desenvolvendo gradualmente os sublimes, ricos e sumptuosos aromas característicos de um vinho do Porto muito velho. Apresentam uma elegância e persistência de sabor que os torna irresistíveis e de presença memorável numa celebração de meio século.


Este Taylor’s Colheita, elaborado exclusivamente com vinhos do ano 1969, está pronto a ser consumido, recomendando-se que a temperatura de serviço esteja entre os 12 e os 16ºC. É apresentado na clássica garrafa fosca associada aos famosos Tawnies de idade da Taylor’s e acondicionado numa elegante caixa de carvalho. Está disponível nas melhores garrafeiras do país a partir do final de março, com o PVP recomendado de €280.

Cor de mogno profundo com discretos reflexos de azeitona no bordo. Nariz muito fino e elegante, com um opulento núcleo de mel silvestre, melaço e manteiga de caramelo com insinuantes notas de pimenta preta e canela. Aromas a caixa de cedro de charutos, deliciosas fragrâncias de ervas silvestres e uma discreta aura de menta fresca, conferem uma adicional camada de complexidade. O paladar perfeitamente calibrado é evidenciado por uma fresca acidez e apresenta uma riqueza de sabores ricos e suaves, melaço, figos secos, sultanas e confitado de damasco. O final é limpo e brilhante, com notas de pera madura, menta e discretos apontamentos cítricos picantes.
:
Nas sugestões de serviço deste nectar, pode ler-se que é um excelente acompanhamento para muitas sobremesas. Combina muito bem com sobremesas de figos, amêndoas e caramelo. É um excelente complemento a um leite-creme ou morangos. Também pode ser apreciado sozinho, no final da refeição, ou com nozes e outros frutos secos, e pode ser servido ligeiramente refrescado no verão.

:
Relativamente  ao ano vinícola de 1969 no Douro, pode ler-se que a precipitação entre outubro e março foi uma das mais elevadas de que há registo. Embora os meses de Julho e Agosto tenham sido quentes, o início do Verão foi frio o que atrasou a maturação tendo como consequência o adiamento da vindima para o início de Outubro.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade