Israelitas impedidos de visitar as ilhas Maldivas

por: António Manuel Teixeira
Israelitas impedidos de visitar as ilhas Maldivas
Solferias

As Maldivas, declarou que os titulares de passaportes israelitas deixarão de ser autorizados a visitar o país.

O país é predominantemente muçulmano e tem sido, até agora, um local de férias preferido por muitos turistas israelitas. Invocando o conflito em Gaza, como razão subjacente, os oriundos de Israel estão impedidos de entrar.

No ano passado, o arquipélago do Oceano Índico, conhecido pelas suas praias de areia branca imaculada, lagoas azul-turquesa deslumbrantes e estâncias opulentas, recebeu cerca de 11 mil visitantes de Israel, constituindo aproximadamente 0,6% do fluxo global de turistas. No entanto, este ano assistiu-se a um declínio significativo de mais de 80% no número desses turistas que visitaram o destino.

De acordo com um comunicado publicado no síte oficial da presidência do páis, o Presidente Mohamed Muizzu tomou a decisão de proibir a entrada de passaportes israelitas, na sequência de uma sugestão apresentada pelo Conselho de Ministros.

“A decisão do Conselho de Ministros inclui a alteração das leis necessárias para impedir os titulares de passaportes israelitas de entrarem nas Maldivas e a criação de uma subcomissão do Conselho de Ministros para supervisionar estes esforços”, afirma o comunicado do Governo das Maldivas.

O gabinete do lider maldiviano declarou ainda que Muizzu decidiu designar um enviado especial para “avaliar os requisitos palestinianos, iniciar uma campanha de angariação de fundos e organizar uma manifestação nacional de solidariedade com a Palestina”.

Após a declaração oficial das Maldivas, o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Israel publicou uma nota de aviso, aconselhando os cidadãos israelitas a não viajarem para as Maldivas e encorajando os que se encontram actualmente no país a sartir.

Para os cidadãos israelitas presentes nas Maldivas, é aconselhável contemplar a partida, uma vez que pode ser difícil para nós prestar assistência em caso de emergência”, declarou ontem o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Israel.

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways