Arquipelago dos Açores será fustigado pela depressão Olivia

por: António Manuel Teixeira
Arquipelago dos Açores será fustigado pela depressão Olivia
Reuters

Em comunicado, a delegação dos Açores do IPMA refere que a depressão Olívia, com um sistema frontal associado, encontrar-se-á na tarde de quarta-feira a cerca de 190 quilómetros a noroeste (NW) do Corvo.

"A influência desta depressão deverá começar a sentir-se a partir de amanhã, quarta-feira", lê-se no comunicado.

Assim, prevê-se que a depressão Olívia provoque um aumento significativo da intensidade do vento, com rajadas que poderão atingir os 110 quilómetros por hora no grupo Ocidental (Flores e Corvo) e os 100 quilómetros por hora no grupo Central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial).

"Associada a esta situação meteorológica deverá ocorrer precipitação por vezes forte, mais frequente nas ilhas dos grupos Ocidental e Central", explica ainda o IPMA, indicando que a agitação marítima deverá aumentar, com ondas que poderão chegar de altura significativa aos sete metros no grupo Ocidental e aos seis metros no grupo Central.

Ainda segundo o Instituto, a superfície frontal fria associada a esta depressão provocará também um aumento da intensidade do vento no grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria), com rajadas que poderão atingir os 80 quilómetros por hora, períodos de chuva e ondas com altura significativa até cinco metros.

Devido a estas previsões, foi emitido hoje um aviso laranja de vento para as ilhas do grupo Ocidental, a partir da manhã de quarta-feira.

Aquelas duas ilhas açorianas já estão hoje sob aviso amarelo, até ao final da tarde, devido ao vento, direcção de sudoeste (SW), rodando para oeste (W).

Lusa/O Turismo PT

Num aviso emitido já hoje, o IPMA elevou para laranja o aviso para o grupo Ocidental, durante quarta-feira, por causa do vento, direcção de sudoeste (SW), rodando para oeste (W), entre as 11:00 locais (12:00 em Lisboa) e as 17:00 de quarta-feira.

Devido à agitação marítima e às previsões de precipitação, por vezes forte, foi também emitidos avisos amarelos para as ilhas do grupo Ocidental, válidos até quarta-feira.

Já tinham sido emitidos para hoje avisos amarelos para o grupo Central referentes a precipitação por vezes forte, vento e agitação marítima, situação que se manterá até à noite de quarta-feira.

O aviso laranja é o segundo mais grave da escala e é emitido em "situação meteorológica de risco moderado a elevado", segundo o IPMA.

Já o aviso amarelo, o menos grave de uma escala de três, é emitido sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways