Cabo Verde arrecadou, com a taxa turística, cerca de três Milhões de euros em cinco meses

por: António Manuel Teixeira
Cabo Verde arrecadou, com a taxa turística, cerca de três Milhões de euros em cinco meses
O Turismo.PT

Nos primeiros cinco meses de 2022, a taxa turística de Cabo Verde rendeu 2,7 milhões de euros, valor que representa mais do dobro do apurado em todo o ano passado e que vem confirmar a recuperação do turismo no arquipélago.

Segundo um relatório do Ministério das Finanças de Cabo Verde sobre a execução orçamental de Janeiro a Maio, as receitas da contribuição turística ascenderam a 298 milhões de escudos (2,7 milhão de euros), equivalente a 62,8% do orçamentado pelo Governo para todo o ano de 2022, que é de 475 milhões de escudos (4,3 milhões de euros).

Em 2021, as receitas da taxa turística ficaram-se pelos 145 milhões de escudos (1,3 milhão de euros), valor que corresponde a cerca de metade do que foi apurado até Maio de 2022.

Nos primeiros cinco meses do ano transato, o valor arrecadado por Cabo Verde com a taxa turística tinha sido de 18 milhões de escudos (163 mil euros).

As receitas com o suplemento financeiro caíram para metade de 2020 para 2021, renovando mínimos de 145 milhões de escudos (1,3 milhões de euros), segundo um relatório anterior do Ministério das Finanças. Já em 2019, este imposto garantiu um máximo histórico de 992 milhões de escudos (8,9 milhões de euros) em receitas.

Recorde-se que a contribuição turística foi introduzida pelo Governo cabo-verdiano em Maio de 2013, passando as unidades hoteleiras e similares a serem obrigadas a cobrar 220 escudos (dois euros) por cada pernoita até dez dias, a cada turista com mais de 16 anos.

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade