Turismo objecto de reclamações no Portal da Queixa

por: Sandro Figueiredo

Os sites de reservas e companhias aéreas lideram as reclamações dirigidas ao sector, com um valor combinado de 75% entre as duas

O Portal da Queixa, uma plataforma global de comunicação entre consumidores e marcas, considerada a maior rede social de consumidores de Portugal, apresentou os resultados do primeiro semestre e conseguiu-se verificar um acréscimo de 15%, comparando com o ano de 2021, nas queixas relacionadas com o turismo no primeiro semestre

Verificou-se que os maiores motivos de insatisfação são problemas com reembolso de reservas e com a utilização de vouchers.

As marcas que apresentam maior taxa de queixa são a eDreams (24%) a TA P(16%) e a Ryanair (7%). De forma a diminuir estes valores, o Portal da Queixa refere que é importante o consumidor estar bem informado, verificando várias fontes de informação e saber que está protegido de muitas formas

Os consumidores portugueses registaram 2.459 reclamações no Portal da Queixa em 2022, um aumento significativo quando comparado com o valor de 2.136 registos em 2021.


É importante referenciar que 37% das queixas recebidas contra o setor turístico no primeiro semestre estão associadas reembolso de reservas e utilização de vouchers.


Outros problemas reportados com valores significativos são a alteração, confirmação ou cancelamento de reservas (23%); pagamentos e faturação (15%); problemas com bagagens (10%).


A Rumbo demonstrou dados positivos, registando uma diminuição de 58% nas reclamações neste primeiro semestre quando comparado com o mesmo período no ano passado.

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade