Turismo Mundial recupera no terceiro trimestre de 2021, mas a recuperação continua frágil

Turismo Mundial recupera no terceiro trimestre de 2021, mas a recuperação continua frágil
Ambitur

Após um fraco primeiro semestre de 2021, o turismo internacional recuperou durante o período de verão impulsionando os resultados do terceiro trimestre, especialmente na Europa.

De acordo com a última edição do Barómetro Mundial do Turismo da Organização Mundial do Turismo, as chegadas de turistas internacionais aumentaram 58% de Julho a Setembro de 2021, em comparação com o mesmo período de 2020. No entanto, os números ficaram 64% abaixo dos níveis de 2019, com base em dados disponíveis. A Europa registou os melhores resultados no terceiro trimestre, com chegadas internacionais 53% abaixo do mesmo período de 2019. Em Agosto e Setembro, as chegadas foram de - 63% em relação a 2019, os melhores resultados mensais desde o início da pandemia.

Entre Janeiro e Setembro de 2021, as chegadas internacionais em todo o mundo foram 20% menores do que em 2020, o que representa uma melhoria clara em relação aos primeiros seis meses do ano (-54%). Em algumas sub-regiões (Europa Meridional e Mediterrânea, Caribe, América do Norte e Central), as chegadas ultrapassaram os níveis do mesmo período em 2020. Algumas ilhas do Caribe e do Sul da Ásia, bem como vários pequenos destinos no sul da Europa, lideram os resultados do terceiro trimestre de 2021, com chegadas semelhantes ou acima dos níveis pré-pandémicos.

De acordo com o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili: “Os dados para o terceiro trimestre de 2021 são encorajadores, mas as chegadas ainda estão 76% abaixo dos níveis pré-pandémicos e os resultados permanecem desiguais nas diferentes regiões do mundo.” Dado o aumento de infecções e possíveis mutações do coronavírus, o próprio acrescenta que “são razões para não baixar a guarda e continuar com os esforços para garantir o acesso equitativo à vacinação em todo o mundo, bem como para ter procedimentos de viagem coordenados, e para fazer uso de certificados de vacinação digital para facilitar a mobilidade e continuar a apoiar o sector.”

O registo positivo da demanda deve-se, em parte, ao aumento da confiança do viajante perante o forte avanço da vacinação e devido à redução das restrições de entrada em diversos destinos. Na Europa, o Certificado Digital Covid ajudou a facilitar a livre movimentação dentro da União Europeia. 

Apesar da melhora no terceiro trimestre do ano, o ritmo de recuperação continua lento e desigual nas diferentes regiões do mundo. Isso deve-se a diferentes tipos de restrições de mobilidade, taxas de vacinação e confiança do viajante. Enquanto a Europa (-53%) e a América (-60%) registaram melhorias relativas durante o terceiro trimestre de 2021, as chegadas à Ásia diminuíram 95% em comparação com 2019, já que muitos destinos permaneceram fechados para viagens não essenciais. A África e o Médio Oriente registaram quedas de 74% e 81% respectivamente, no terceiro trimestre em relação a 2019. Entre os maiores destinos, Croácia (-19%), México (-20%) e Turquia (-35%) tiveram os melhores resultados em Julho-Setembro 2021, com base nas informações disponíveis actualmente.

QATAR turismo

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade