França: Certificado ou teste negativo à Covid19 é obrigatório em espaços culturais e de lazer

Em França foi decretada um lei que obriga a todos os que pretendem visitar espaços de cultura ou lazer para mais de 50 pessoas vão ter de apresentar o Certificado que prova estar vacinado.

Apenas os que produzam provas de vacinação, Certificado digital ou em papel, ou de um teste negativo para desfrutar de locais como cinemas e museus.

Após o primeiro dia de Agosto a medida passa a abranger transportes de longa distância, restaurantes, bares e centros comerciais.

 

Emmanuel Macron explicou o motivo: "aplicar as restrições aos não-vacinados em vez de [as aplicar] a todos. É esse o sentido do passe saúde que será alargado".

No últimos dias tem-se registado uma grande afluência aos centros de testagem, criando um bloqueio devido ao facto de existir mais procura que oferta, provocando longas filas de espera às portas dos mesmos.

A subida do número de pessoas infectadas está a preocupar o Governo, tendo em conta o "aumento na circulação do vírus de cerca de 150%, ao longo de uma semana", segundo o ministro da Saúde francês, Olivier Véran.

 

As normas implementadas pretendem promover a vacinação e estão já a 'dar frutos'. Após o presidente as ter anunciado (no dia 12 de Julho), a Doctolib, plataforma digital de saúde mais mediática, registava um recorde de marcações para a primeira dose de 926 mil agendamentos.

O executivo gaulês impôs, também, a vacinação obrigatória a todos os profissionais de saúde no território, a partir de 15 de Setembro.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade