Barcelona volta a alterar os horários dos estabelecimentos

Barcelona volta a alterar os horários dos estabelecimentos
Divulgação

O responsável da Segurança em Barcelona assegurou nesta quarta feira que a Câmara determinará numa “questão de horas” um novo recolher obrigatório que não afectará toda a Catalunha mas somente as zonas com mais contágios.



Esta medida terá de ser validada pela justiça. “Estamos perto de que seja decretado um novo recolher obrigatório, explicou na Comissão da Presidência reunida na terça feira, com a Conselheira da Presidência Laura Viagrà, o conselheiro para a Saúde Josep Maria Argimon e o do Interior Joan Ignasi Elena, que concordaram que seria necessário o recolher obrigatório

Suponho que de momento será pelos próximos 15 dias e a partir daqui veremos como evolui”, adiantou Batlle que acha que a actividade de Barcelon deverá encerrar entre a uma e as seis da manhã. No entanto a medida ainda não foi oficializada.

Por outro lado o governo de Pere Aragonés recomendou aos municípios o encerramento de praias, praças e ruas durante a noite o que provocou já uma onda de protestos de presidentes de Câmara que reclamam medidas e orientações concretas da Generalitat sobre esta medida.

A situação é neste momento complicada e sobretudo controversa, porque as medidas de encerramento de praias, cafés, praças e outras zonas publicas causa grandes divergências entre entidades publicas e a população.

Continua pendente a decisão de um novo recolher obrigatório que tanto poderá ser só nas regiões mais afectadas ou em toda a Catalunha.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade