Globalia desiste da compra dos comboios de Alta Velocidade espanhóis

A Globalia tinha criado a sociedade Globalvía com o objectivo de optar pelas línhas de alta velocidade da rede espanhola

 

A Adif Alta Velocidade comunicou nesta quarta feira que a Talgo, Globalvia e a empresa andaluza Eco Rail estão fora da adjudicação das linhas de AVE.

Globalia, que concorria em aliança com a Talgo e o fundo Trilantic, ficou de fora Os candidatos com capacidade são a Renfe Viajeros Intermodalidad de Levante (ILSA), um consorcio formado


Intermodalidad de Levante (ILSA, um consorcio formado pela Trenitalia, um operador ferroviario público italiano, e Air Nostrum, y Rielsfera (a francesa SNCF) são os candidatos preadjudicados para operar nas principais linhas de alta velocidade da rede espanhola, conforme foi aprovado, por unanimidade no Conselho de Administração da Adif AV.

Globalia apostou forte para entrar no sector ferroviário depois de anunciar a venda  da Air Europa à Iberia depois da sua fusão com a Ávoris acordada nesta segunda.

Com estas operações, a Globalia ficaria com a sua nova marca ferroviária, a cadeia hoteleira e a Groundforce, mas a Familia Hidalgo ficou fora da competição pelas linhas da AVE.

A partir de 14 de Dezembro de 2020, três empresas poderão operar nos corredores Madrid-Barcelona-Frontera francesa, Madrid-Levante (Valencia/Alicante) e Madrid-Sur (Sevilla/Málaga), produzindo-se deste modo um aumento de 65% sobre a oferta comercial actual.
Renfe é um elemento do pacote A,

ILSA do pacote B, que brangerá 30% da capacidade actual, e que passará a ser o grande competidor com a Renfe, embora a Rielsfera (SNCF) seja o elemento do pacote C, que está vinculado ao serviço low cost.

Adif AV considera um grande êxito o processo de abertura aos viajantes do transporte ferroviário o que justifica a aposta feita nos transportes ferroviários.

A partir de agora, os candidatos têm mais de um ano para preparar o início das suas operações , a partir de 14 de Dezembro 2020, data em que será liberalizado o serviço de viajantes

A data final estámarcada para antes de 15 de Março de 2020.A decisão definitiva será determinada de acordo com o estipulado nos acordos da  CNMC.

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade