Martinho da Arcada volta a ser espaço de tertúlias

por: Zita Ferreira Braga
Martinho da Arcada volta a ser espaço de tertúlias
Observador

Assinalando os seus 235 anos o Martinho da Arcada no Terreiro do Paço vai receber entre Janeiro e Abril nomes como Eunice Muñoz e Cruzeiro Seixas para uma série de tertúlias

O Martinho da Arcada foi durante anos ponto de encontro de artistas, intelectuais, gente que se juntava para discutir política, arte ou só para tomar um café.

Em 1991, começaram as “Conversas à Quinta-Feira”, depois “As Noites do Martinho” e, depois ainda os “Rostos da Portugalidade”, que não se realizam há já alguns anos. Mas a situação vai mudar.
Assim e assinalando os 235 anos de um dos mais carismáticos cafés de Lisboa, ou não tivesse sido frequentado por um dos nossos poetas grandes, Fernando Pessoa,


De modo a assinalar os 235 anos de um dos cafés mais célebres de Lisboa, que teve como clientes habituais personalidades como , o Martinho da Arcada volta a ser palco de tertúlias contando já na primeira com a presença de Eunice Muñoz.

Segundo escreve o Diário de Notícias, serão ao todo seis sessões, que acontecerão sempre pelas 19:30, a começar já a 20 de Janeiro.

A encerrar esta série de “Rostos da Portugalidade” estará o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a 04 de Abril.

São estas as datas das tertúlias:

20 de Janeiro — Eunice Muñoz

03 de Fevereiro — Diogo Freitas do Amaral

17 de Fevereiro — Cruzeiro Seixas

03 de Março — Manuel Alegre

17 de Março — Elisabete Matos

04 de Abril — Marcelo Rebelo de Sousa


O Martinho da Arcada, localizado por baixo da arcada nordeste do Terreiro do Paço, nasceu em 1778 numa modesta loja de bebidas onde também se podia comprar gelo. Oficialmente, porém, a data da sua inauguração é 07 de Janeiro de 1782. É um hoje o mais antigo café de Lisboa.

Entre os seus clientes mais famosos, contam-se o poeta Cesário Verde, o pintor Amadeo de Souza-Cardoso e Fernando Pessoa que, quando não estava na Brasileira do Chiado, estava no Martinho a escrever sentado numa mesa que hoje é conhecida como “a mesa do Fernando Pessoa”. A sua imagem decora também uma das paredes do estabelecimento, que é sobretudo frequentado por turistas.

QATAR turismo

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade