Luísa Cruz e José Pinto vencem o IX Prémio Actores de Cinema da Fundação GDA

por: Zita Ferreira Braga

Conhecidos os vencedores do IX Prémio Actores de Cinema da Fundação GDA numa cerimónia que teve lugar no Teatro da Trindade.

O júri que integrava António Capelo, Miguel Guilherme e Rita Blanco distinguiu Luísa Cruz com o Prémio de Melhor Actriz Principal pelo seu desempenho como protagonista no segmento “As Lágrimas da Juíza”, integrado no segundo volume do filme “As Mil e Uma Noites”, de Miguel Gomes e José Pinto, Melhor Actor Secundário, pelo seu desempenho em “Capitão Falcão”.

Segundo António Capelo, em representação do júri, “os actores deveriam receber prémios, todos os dias; os actores são premiados pelos públicos, sempre que estes participam e partilham com eles as suas criações. A Luísa Cruz é, sempre foi, uma actriz intensa, sempre nos brindou com a sua qualidade e o seu olhar sobre os personagens que interpreta acrescenta inquietação ao que nos diz e mostra, acrescenta-nos ensinamento. O José Pinto é, sempre foi para mim, uma referência de atitude ética, e de profundo amor à nossa arte; vê-lo, com esta idade, a continuar a oferecer-nos o seu ansioso olhar é um bem para todos nós.”.

Além do troféu, os vencedores recebem €3.000 e €2.000, valores correspondentes ao Prémio de Melhor Actriz Principal e Prémio de Melhor Actor Secundário, respectivamente.

Natural de Lisboa, Luísa Cruz, licenciou-se no curso de Formação de Actores da Escola Superior de Teatro e Cinema do Conservatório Nacional de Lisboa.
A trabalhar como actriz profissional desde 1985, tem estado ligada tanto a teatro como a cinema e televisão. Em teatro, participou em produções do Teatro da Cornucópia durante dez anos, onde trabalhou com Luís Miguel Cintra, Rui Mendes ou José Wallenstein.
Colaborou assiduamente com o Teatro Nacional São João, em várias produções do Teatro Nacional D. Maria II, do Teatro Nacional São Carlos e da Escola Superior de Música de Lisboa.
No cinema, já participou em filmes realizados por Fernando Matos Silva, Teresa Villaverde, João Botelho, Jorge Cramez ou Miguel Gomes e, em televisão, tem integrado o elenco de diversas séries e telenovelas, para além de participar em dobragens para séries infantis.
Em 2005, juntamente com o pianista Jeff Cohen, lança o CD de fados “Quando Lisboa Anoitece”. Ao longo da sua carreira, tem ganho vários prémios, entre os quais, Prémio de Melhor Jovem Actriz, atribuído pela revista “O Actor”, Prémio Actriz Revelação, pelo semanário “Se7e”, dois Globos de Ouro de Melhor Actriz de Teatro, e outros.

José Pinto nasceu em 1929 e foi fazendo várias aparições em teatro amador e na televisão, em papéis secundários. Após uma longa carreira numa companhia de telecomunicações, reformou-se e passou a dedicar-se a tempo inteiro à representação, estreando-se em filmes de Manoel de Oliveira, João Botelho e Fernando Lopes. O seu papel mais recente foi no filme “Capitão Falcão”, como António de Oliveira Salazar, que lhe valeu agora este prémio.

Criado em 2008, o Prémio de Actores de Cinema Fundação GDA visa reconhecer o mérito artístico e a excelência do trabalho de interpretação de atores e atrizes nacionais em longas-metragens de

QATAR turismo

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade