Diocese de Beja homenageia fundador

por:
Diocese de Beja homenageia fundadorO Departamento do Património Histórico e Artístico (DPHA) da Diocese de Beja celebra 25 anos e vai homenagear o fundador com um álbum que reúne seis obras encomendadas a três compositores contemporâneos e interpretadas pelo grupo Sete Lágrimas.
O álbum "Silêncio" foi criado para "assinalar os 25 anos" do departamento e "prestar a merecida homenagem ao seu fundador", o bispo emérito de Beja D. Manuel Falcão, explicou hoje à Lusa o director do DPHA, José António Falcão.
"Silêncio" é "a melhor homenagem que podíamos prestar a D. Manuel Falcão" porque "assenta em dois temas que lhe são gratos: o diálogo entre a igreja e criadores contemporâneos e o ecumenismo", ou seja, o movimento tendente a unir todas as igrejas cristãs, frisou o responsável.
Trata-se de um "olhar contemporâneo" sobre as tradições ortodoxa, protestante e católica que "parte da música de matriz cristã para uma aproximação ecuménica, destinada a reunir ortodoxos, protestantes e católicos".
O projecto musical nasceu da encomenda feita aos compositores Ivan Moody, Andrew Smith e João Madureira para comporem duas peças cada, uma de "maior fôlego" e outra de "carácter popular tendo por base a sua proveniência cultural".
Das seis peças, "de carácter sacro e em seis idiomas diferentes", do latim ao russo, três baseiam-se em textos do Antigo e do Novo Testamento (Génesis, Lamentações e Paixão) e outras três na tradição popular das distintas proveniências dos compositores, precisou José António Falcão.
As duas peças de Ivan Moody, oriundo da tradição cultural da igreja ortodoxa, baseiam-se no livro do Génesis, do Antigo Testamento, e na tradição popular da música russa.
Andrew Smith, oriundo da tradição anglicana, compôs uma peça baseada na grande tradição protestante em torno do tema Lamentações, também do Antigo Testamento, e outra na música medieval inglesa.
João Madureira, ligado à tradição católica, compôs uma peça sobre o tema da Paixão e Morte de Cristo e outra sobre uma das Cantigas de Santa Maria do rei Afonso X alusiva ao Santuário da Ermida de Nossa Senhora da Piedade em Odemira.
O álbum "Silêncio" vai ser apresentado em antestreia no próximo dia 14, em Beja, num concerto, às 21:30, na Igreja de Santa Maria da Feira.
No dia seguinte, o álbum será lançado e apresentado em estreia num concerto às 18:00, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.
Antes do concerto, às 17:00, realizar-se-á uma conversa com Ivan Moody, Andrew Smith, João Madureira e o padre José Tolentino Mendonça.
O DPHA, criado em 1984, recuperou várias igrejas rurais, criou a Rede Diocesana de Museus e organiza anualmente o Festival Música Sacra do Baixo Alentejo "Terras sem Sombra".
Ao nível da inventariação do património religioso da Diocese de Beja, o DPHA já identificou 500 edifícios e um acervo com mais de 200 mil bens culturais, desde peças de arte e arquivos.
O DPHA foi distinguido com o Prémio Vasco Vilalva 2008 e com as medalhas de Mérito Cultural, do Ministério da Cultura, e de Mérito Municipal, da Câmara de Beja, em 2001.
(ES)

Mídia

NULL

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways