Os Painéis da Casa da Rua de Alcolena continuam a ser notícia

por: Zita Ferreira Braga
Os Painéis da Casa da Rua de Alcolena continuam a ser notíciaDebate em torno dos painéis de Almada Negreiros da Casa da Rua de Alcolena no dia 24 de Março, pelas 21:30h promovido pela Secção Sul da Ordem dos Arquitectos.

O debate conta com a participação dos arquitectos Michel Toussaint e Ana Tostões e da historiadora de arte Catia Mourão, com base no levantamento fotográfico de Paulo Cintra e terá lugar no auditório da Sede Nacional da Ordem dos Arquitectos com entrada livre.

A Ordem dos Arquitectos decidiu escrever á Câmara Municipal de Lisboa pedindo a classificação da casa no Restelo,que foi projectada entre 1951-55 pelo arquitecto António Varela, e que integra azulejos de Almada Negreiros, "como "bem cultural de interesse municipal".

A casa já integra o Inventário Municipal do Património e está inserida na Zona Especial de Protecção de vários monumentos classificados, pelo que, qualquer alteração só pode ser feita com parecer positivo do instituto estatal responsável pelo património classificado (Igespar).

A Ordem dos Arquitectos invoca o interesse do imóvel em causa como representativa da «arquitectura do chamado movimento moderno» e relembra que ele consta em várias investigações e inventários arquitectónicos: sãos os casos do Inquérito à Arquitectura do Século XX em Portugal, do inventário do Docomomo ibérico da habitação, que documenta as intervenções modernistas da arquitectura, e de trabalhos científicos na área da arquitectura.

Com o intuito de alertar e tornar público o envolvimento da sociedade no que se considera ser um atentado à memória, património e arquitecturas portuguesas, a Ordem dos Arquitectos lançou ainda uma petição on- line em defesa da preservação da Casa de Alcolena, 28, que pode ser consultada em: http://www.petitiononline.com/Alcolena/petition.html 

Mídia

NULL

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade