Oeiras comemora 250 anos com programação arrojada

por: António Manuel Teixeira
Oeiras comemora 250 anos com programação arrojadaOeiras celebra 250 anos da elevação a concelho com um programa arrojado que inclui um desfile pombalino, um festival lusófono, várias inaugurações de obras concluídas e a colocação da primeira pedra naqueles que serão os novos paços do município. Um programa orçado em três milhões de euros, totalmente suportado pela autarquia.
“Oeiras somos Todos” é o mote das comemorações que é aplicado em quatro temas desde “Somos todos inspirados” até “Somos todos marqueses”, este último uma clara alusão a José Sebastião Carvalho e Melo, ministro de D, José, conde Oeiras e marquês de Pombal, a quem se deve a elevação da vila à categoria de concelho, em 1759.
O primeiro evento destas celebrações, coordenadas por Filipe Leal, começa dia 25 de Abril com a Expo Celebrar Oeiras que estará patente até 31 de Outubro na Fundição de Oeiras, criada por iniciativa do ministro do monarca absoluto. Esta é uma mostra das actividades do concelho, uma montra de Oeiras que nas palavras do seu presidente o independente Isaltino de Morais é “o Concelho que possui o maior número percentual de licenciados e de doutorados no país”.
“Somos – prosseguiu o autarca - o segundo maior contribuinte líquido em colecta fiscal, logo atrás da capital. É aqui que a percentagem de cidadãos que trabalha no concelho onde vive é mais elevada”.
Na apresentação Isaltino Morais realçou a distinção recente “como o melhor município para se trabalhar”.
Para o presidente da edilidade “estes são óptimos motivos para celebrar”.
De 17 a 19 de Julho acontecerá no Estádio Municipal o festival “Amor é fogo” sob a direcção do experimentado músico João Gil.
“Fazer da poesia e da música uma forma de celebrar a língua portuguesa” é o intuito deste festival, explicou Filipe Leal.
Leal que sublinhou “a multiculturalidade” como “um dos traços mais característicos do concelho chamou a atenção para o Festival de Dança, FIDO, que acontecerá de 05 a 18 de Julho na Fábrica da Pólvora de Barcarena, como “epicentro”.
Teatro é outro dos projectos para celebrar 250 anos, e de 03 a 13 de Setembro acontecerá o MITO – Mostra Internacional de Teatro de Oeiras que terá como palcos a Fábrica da Pólvora e ainda os auditórios municipais, designadamente o Amélia Rey-Colaço, em Algés, Lourdes Norberto em Linda-a-Velha, Ruy de Carvalho em Carnaxide e Eunice Muñoz, em Oeiras. Nesta mostra a lusofonia será também a pedra de toque. Leal afirmou que se “pretende mostrar como a língua portuguesa é trabalhada em palco”.
Referindo-se a um dos epítetos comemorativos, “somos todos marqueses”, Leal destacou o Desfile Pombalino que percorrerá os centros históricos de Paço de Arcos e de Oeiras. O coordenador das comemorações prometeu “pompa e circunstância” no aparato de século XVIII com que acontecerão os desfiles.
Procurando vincar a “simplicidade” das festas Filipe Leal referiu-se a um dos alvos destas celebrações: as crianças. A Festa da Criança acontecerá de 29 de Maio a 01 de Junho nos jardins do palácio dos marqueses de Pombal que terá um ambiente setecentista.
Os jovens são outro alvo privilegiado e para este público realiza-se de 18 a 20 de Setembro a XL Party na Fundição de Oeiras, um evento tecnológico, segundo o coordenador do aniversário. A ideia é “associar a tecnologia ao prazer”.
A parte científica e tecnológica é referenciada ainda através do Festival OFF pretende demonstrar as novas ferramentas de nos sociabilizarmos, explicou Filipe Leal, que conta trazer ao concelho entre Lisboa e Cascais,  “cerca de 3500 pessoas de todo o mundo”. “São pessoas que marcam diferença” em várias áreas do áudio à multimédia e pintura, enfatizou Leal.
Outro desta que é Oeiras Futura, uma exposição tecnológica que se realiza de 02 a 10 de Outubro. Destinada às empresas e instituições é “acima de tudo uma afirmação clara na liderança na área da ciência e da tecnologia”, explicou Leal.
E se as comemorações do duplo centenário e meio são festa, Isaltino de Morais fez questão de afirmar que estas comemorações não toldam as habituais festas municipais que também acontecerão em ritmo e orçamento próprio e integrarão o programa comemorativo.
Entretanto a grande festa das comemorações dos 250 anos será no dia 20 de Junho às 22:30h na praia de Santo Amaro de Oeiras que desde 18 e até 21 já está a celebrar. Haverá “uma grande brinde, um grande bolo e um grande fogo artifício”, prometeu Filipe Leal que sublinhou que estas “são as comemorações das pessoas para as pessoas”.
O autarca sublinhou a aposta “num paradigma de sustentabilidade” de que actualmente se colhem frutos.

Mídia

NULL

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade