Museu de Arte Popular acolhe Seminário sobre Futuro das Aldeias de Xisto

A 18 de Janeiro, terá lugar no Museu de Arte Popular o Seminário – Visões para o futuro das Aldeias do Xisto

 

Seminário – Visões para o futuro das Aldeias do Xisto, pelas 09:30 do dia 18 de Janeiro irá juntar no Museu de Arte Popular personalidades nacionais e internacionais para uma reflexão sobre o futuro do seu território, a importância das aldeias para o desenvolvimento do país.


Será ainda debatido o papel do turismo e do design na geração de valor e na significação dos lugares. O designer Henrique Cayatte, a directora do MUDE, Bárbara Coutinho, o geógrafo Álvaro Domingues, e a curadora brasileira, Adélia Borges, são alguns dos especialistas convidados que, juntamente com investidores, novos habitantes e projectos experimentadores, darão o seu contributo para a construção de um caminho que continue a “cultivar a nossa cultura”.


Qual o papel das aldeias para o futuro de Portugal? Poderá ser esta a pergunta que resume o “Seminário – Visões para o futuro das Aldeias do Xisto, que terá lugar no Museu de Arte Popular”, em Lisboa. Para reflectir sobre o percurso já trilhado e as visões para o futuro vão estar personalidades de áreas diversas como o turismo, o design, a geografia, e a economia.

Empresários que investem nas Aldeias do Xisto, novos habitantes que mudaram a sua vida, e líderes de projetos que experimentam a partir da realidade daquele território, darão também os seus contributos para a reflexão.

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade