“Entre a Cruz e o Crescente: o resgate dos cativos” inaugura no arquivo da Torre do Tombo

A 06 de Março é inaugurada no Arquivo Nacional da Torre do Tombo - Alameda da Universidade a exposição “Entre a Cruz e o Crescente: o resgate dos cativos”

 

O Departamento de Património Cultural da Direção Municipal de Cultura da Câmara Municipal de Lisboa e a Direcção-Geral do Livro Arquivos e Bibliotecas inauguram neste dia 06 de Março, a exposição comemorativa dos 800 anos da Fundação do Convento da Trindade de Lisboa (1218-2018), que vai decorrer entre 07 de Março e 07 de Julho de 2018, no salão de exposições do Arquivo Nacional da Torre do Tombo.


A exposição, tem como objectivo apresentar, a partir de documentos do acervo arquivístico, a história do Convento da Trindade e a acção dos seus religiosos no resgate dos cativos portugueses no Norte de África. Nela se aborda o cativeiro como uma realidade comum às sociedades cristãs e muçulmanas, fruto dos conflitos bélicos e dos ataques de piratas e corsários.


Cartas régias, regimentos, salvo-condutos, passaportes, listas de cativos e códigos secretos, entre outros, constituem alguns dos documentos expostos no sentido de explicar a acção dos religiosos da Ordem da Santíssima Trindade na organização dos resgates e na troca dos cativos nas cidades de Marrocos e da Argélia.


A exposição será acompanhada por um catálogo e um programa de conferências, a disponibilizar brevemente, nos quais os investigadores convidados vão abordar temas como a presença portuguesa no norte de África, quotidianos de cativeiro, iconografia e arte trinitária. Do programa de actividades consta ainda a realização de um colóquio internacional sobre o impacto da batalha de Alcácer Quibir na sociedade portuguesa e europeia.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade