Grande prémio de Literatura DST este ano dedicado à poesia de autores portugueses

Candidaturas ao XXIII Grande Prémio de Literatura terminam a 30 de Março, prémio com o valor pecuniário de 15 mil euros.

 

O período de candidaturas para o XXIII Grande Prémio de Literatura dst, instituído pelo grupo dst está a chegar ao fim.

Até ao próximo dia 30, podem candidatar-se ao prémio pecuniário de 15 mil euros, obras de poesia publicadas entre 2016 e 2017, de autores portugueses residentes no país. O vencedor será anunciado a 29 de Junho, por ocasião da Feira do Livro de Braga.


Findo o prazo, as obras serão analisadas pelo juri composto por figuras de relevo no meio literário nacional, que acompanham este prémio há mais de 20 anos.
Vítor Manuel de Aguiar e Silva (presidente), José Manuel Mendes e Carlos Mendes de Sousa são os elementos responsáveis pela análise, escolha e fundamentação da obra premiada. A primeira etapa de selecção decorre a 22 de Maio, data em que serão escolhidos os cinco livros de poesia finalistas.


O Grande Prémio de Literatura dst tem um funcionamento rotativo, premiando num ano uma obra de prosa e, no seguinte, uma obra de poesia.

Nas três últimas edições do prémio dedicadas a poesia, os vencedores foram Manuel Alegre, com a obra “Bairro Ocidental”, Armando Silva Carvalho (falecido em 2017), com “De Amore”, e Manuel Gusmão com o título “A Terceira Mão”.
Já os prémios dedicados a prosa, as obras vencedoras foram “Astronomia” de Mário Cláudio, “Cláudio e Constantino” de Luísa Costa Gomes e o “Verdadeiro Actor” de Jacinto Lucas Pires.


O Grande Prémio de Literatura dst que, ano após ano, regista recordes de participações afirma-se cada vez mais como um dos mais importantes prémios nacionais na área da literatura, promovido por um grupo privado, contribuindo de forma decisiva para a promoção da literatura nacional e para a difusão dos autores portugueses.


O regulamento do prémio está disponível em www.dstsgps.com

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade