Marilyn Monroe morreu há 55 anos, mas o mistério permanece.

Há 55 anos o mundo do cinema e o mundo em geral recebia com consternação a notícia da morte de Marilyn Monror encontrada sem vida no seu apartamento, em Brentwood.

 

A carreira de Marilyn Monroe durou uma década. O suficiente para marcar gerações, que, até hoje, se sentem fascinadas pela mistura de fragilidade e sensualidade da carismática actriz.

A morte de Marilyn Monroe foi um dos principais factos marcantes do ano de 1962 e até hoje a sal morte levanta interrogações que vão desde o suicídio ao homicídio.

Marilyn Monroe, com apenas 36 anos de idade, foi encontrada morta a 05 de Agosto de 1962 na sua casa situada na Fifth Helena Drive, em Brentwood.

A causa do óbito foi determinada como overdose por barbitúricos e anunciada como "provável suicídio" pelo departamento médico-legal de Los Angeles.


Já num primeiro momento a imprensa noticiou que a actriz tinha ao seu lado um frasco de comprimidos para dormir, e outros catorze frascos de remédios que estavam na cabeceira e que um legista indicara que sua morte não fora "natural" mas que tal facto só poderia ser comprovado pela autopsia e exame toxicológico


O corpo foi encontrado pelo seu psiquiatra Ralph Greenson, que havia prescrito as pílulas para dormir, e para quem Marilyn havia ligado na noite pedindo que fosse vê-la, o que ele não fez apenas recomendando que a actriz procurasse relaxar.
Muito mais se diz e sobretudo especula sobre a morte de Marilyn. Para todos fica a certeza de que algo não correu bem naquela noite.
E também ninguém esquecerá “Happy Birthday, Mr. President”

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade