Córtex 2015 entrega os prémios do festival de Curtas realizado em Sintra

Foi na cerimónia de encerramento da 5ª edição do Festival Córtex, realizado neste 15 de Fevereiro, no Centro Olga Cadaval, em Sintra, que foram anunciados os filmes vencedores do Festival.

 

O realizador Manuel Mozos, a actriz Margarida Vila-Nova, o actor Filipe Vargas e a actriz e deputada Inês de Medeiros, o júri do Festival, escolheu "Coisa de Alguém", de Susanne Malorny, como melhor filme da Competição Nacional.

"Este prémio vai para um primeiro filme de um realizador que consegue tornar-se invisível no quotidiano real e daí reconstruir um espaço humano sem nunca pôr de lado o humor que o lado trágico de uma perda pode dar", afirma o júri.

O júri atribuiu o prémio da competição internacional a "Mur", de Andra Tévy, um filme segundo o júri, "onde o olhar prático e a sensibilidade na mise-en-scene e direcção de actores se destacam...".

Foram ainda atribuídas duas menções honrosas ao filmes "Fúria", de Diogo Baldais e à curta de animação "Três Semanas em Dezembro", de Laura Gonçalves.
Na secção Mini-Córtex, filmes destinados ao público infantil, foi premiado a curta de animação "Foi o Fio", da realizadora Patrícia Figueiredo.

Coube a José Jorge Duarte, a Filipa Gonçalves, professora de uma escola do ensino básico de Sintra, e a um aluno da sua instituição, o júri desta secção, a decisão.

Nesta edição do Córtex, também o público teve a possibilidade de votar. "Não são favas, são Feijocas", um documentário de Tânia Dinis, ganhou assim o Prémio do Público.

Os directores do Córtex, José Chaíça e Michel Simeão, anunciaram ainda as datas para a próxima edição, que se vai realizar de 25 a 28 Fevereiro de 2016.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade