×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 828

Queer Lisboa regressa ao São Jorge de 19 a 27 de Setembro

"La Partida", de Antonio Hens
"La Partida", de Antonio Hens

A 18.ª edição do Festival Internacional de Cinema Queer regressa ao Cinema São Jorge de 19 a 27 de Setembro e vai contar com a exibição de cerca de 120 filmes, o lançamento de um livro e uma extensão do festival ao Porto.

John Waters será um nome em foco num programa que vai recuperar cinco títulos de referência da primeira fase da sua filmografia, que serão exibidos na Cinemateca Portuguesa, entre os quais se contam "Polyester" (1981), "Pink Flamingos" (1972), "Female Trouble" (1974), "Desperate Living" (1977) e "Hairspray" (1988). Esta retrospectiva da carreira de John Waters estará também em exibição no Porto a 03 e 04 de Outubro, numa parceria do Queer Lisboa com o Cineclube do Porto e a Direcção Regional de Cultura do Norte. A partir de 2015, a Casa das Artes, no Porto, passará a acolher o Queer Porto, com a primeira edição agendada para a primeira semana de Outubro.


António da Silva, realizador premiado em edições anteriores do festival, terá no Queer Lisboa 18 cinco filmes em estreia nacional. São eles "Beach 19", "Cariocas", "Nudes Dudes" "PIX" e "Dancers", este último apresentado em exclusivo na versão explícita.


Este ano, a secção Queer Focus é dedicada ao continente africano e conta com um ambicioso e inédito programa que reúne uma filmografia de produção exclusivamente africana, revelando-nos não apenas as diversidades políticas e culturais deste continente, como as formas como o seu cinema tem lidado com as questões ligadas à sexualidade e ao género, recuperando clássicos como o senegalês "Touki Bouki", realizado por Djibril Diop Mambety, de 1973. Outros destaques deste programa são "Woubi Chéri", de Philip Brooks e Laurent Bocahut (Costa do Marfim, França), "2 Men and a Wedding", de Sara Blecher (África do Sul), "Mercedes", de Yousry Nasrallah (Egipto, França), e "Dakan", de Mohamed Camara (Guiné). O programa é ainda complementado com a presença de realizadores e artistas africanos no Queer Lisboa, que irão falar sobre as "complexas realidades queer" nos diversos cantos de África.


Na secção Panorama, estarão para visionamento, entre outros, "Elaine Stritch: Shoot Me", de Chiemi Karasawa, "La Partida", de Antonio Hens, e "Eastern Boys", de Robin Campillo.


Com o atingir da maioridade do festival, o Queer Lisboa lança este ano o livro "Cinema e Cultura Queer", organizado por António Fernando Cascais e por João Ferreira, e que reúne uma série de ensaios assinados pelos colaboradores do Queer Lisboa, bem como por autores convidados e jornalistas. O livro recupera não apenas a história do cinema queer em Portugal, fazendo uma exaustiva análise dos seus principais filmes e realizadores, como lança um olhar crítico ao cinema queer mundial, representado no programa do festival nestes últimos 18 anos. O lançamento desta publicação terá lugar a 13 Setembro em Lisboa, no Museu do Chiado, e a 03 de Outubro no Porto, na Galeria Wrong Weather.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade