Maioria das Termas da região Centro já reiniciou a actividade termal

Maioria das Termas da região Centro já reiniciou a actividade termal
Divulgação

Doze estâncias da rede Termas Centro, na totalidade já (re)abriram, depois de cumpridos “rigorosos protocolos específicos de higienização e segurança”.

Muitas das 20 estâncias termais que integram a rede Termas Centro já reiniciaram as actividades, depois da paragem causada pela Covid-19.

Deste modo existe uma alternativa de “férias saudáveis e tranquilas”, em locais junto à natureza e sem multidões.

Convém lembrar que as estâncias termais “tomaram a iniciativa de suspender a actividade” em meados de Março, quando a pandemia atingiu a sua fase aguda.

Entretanto a Direção-Geral de Saúde autorizou o reinício a 15 de Junho e desde então “as Termas têm vindo a reabrir, cumprindo protocolos específicos e rigorosos de higienização e segurança”.

Nesta altura, já retomaram actividade 12 das Termas Centro. A primeira a reabrir foi São Pedro do Sul, exactamente a 15 de Junho. Seguiram-se ainda em Junho as termas de Bicanho (18), Alcafache (22), Monfortinho (27), Piedade (29) e Sangemil (29).
Caldas da Rainha, Curia, Luso, Vale da Mó (todas no dia 01), Caldas da Felgueira e Unhais de Serra (no dia 04) iniciaram a sua actividade em Julho.

  As termas de Almeida reabrem a 11 de Julho e nos próximos dias está previsto o reinício faseado de outras unidades.

As estâncias termais, antes de abrirem portas, cumprem várias medidas adicionais de segurança, incluindo um rigoroso plano de análise bacteriológica solicitado pela DGS. Uma situação que não é nova na actividade termal.

As estâncias termais sempre mantiveram o máximo cuidado relativamente às condições de higiene e de segurança das suas instalações. É uma preocupação inerente à actividade termal, que não começou agora. O que as termas agora fizeram foi adaptar os protocolos já existentes à realidade do covid-19. Mais distanciamento entre os aquistas, horários e circuitos que evitem o cruzamento entre pessoas, desinfeção das instalações reforçada e medições constantes de temperatura a clientes e a funcionários são alguns exemplos. Por isso, podemos assegurar a todos os que nos procuram que o poderão fazer com todas as garantias e confiança”, Salienta Adriano Barreto Ramos, coordenador do consórcio Termas Centro.

 Que acrescenta: “Convidamos todos os portugueses a visitar uma das estâncias termais da região Centro neste verão. Vão ficar agradavelmente surpreendidos, não só com os resultados benéficos para a saúde de quem esteve muito tempo confinado em casa, como também com os locais de grande beleza natural e tranquilidade em que as termas estão implantadas. São o destino ideal para umas férias retemperadoras e longe de multidões, que inspiram momentos de relaxamento e de bem-estar”, conclui o coordenador das Termas Centro.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade