MSC Cruzeiros omite caso de infecção no navio atracado em Lisboa

MSC Cruzeiros omite caso de infecção no navio atracado em Lisboa
O Turismo PT

O navio Fantasia atracado em Lisboa tem um passageiro com teste positivo, mas o MSC Cruzeiros omitiu a informação e proibiu os passageiros de falarem aos jornalistas.

O MSC Fantasia, vindo do Brasil e com destino ao porto italiano de Génova, foi forçado a terminar a sua viagem em Lisboa por suspeita de coronavirus.

Durante todo o dia foram realizados testes aos portugueses e aos que têm autorização de residência em Portugal, tendo sido registado um positivo.

Os restantes passageiros fizeram testes que serão conhecidos amanhã dia 24 de Março, altura em que se saberá o que irá acontecer com os mesmos.

Durante o desembarque dos passageiros, por volta da 01:00 de hoje, nenhum respondeu às perguntas dos jornalistas. Pois existia indicações por parte da MSC Cruzeiros para não falarem à comunicação social. O motivo poderia ser o facto de se vir a saber que existia um caso positivo, algo que o Operador não tinha interesse em divulgar publicamente.

Na Conferência de Imprensa sobre o estado da pandemia em Portugal, a Directora Geral da Saúde revelou que "um dos passageiros portugueses teve um teste positivo". Graça Freitas explicou que o passageiro "novamente testado para termos segunda amostra". A dirigente referiu que não é conhecido mais nenhum caso, até ao momento, estando os restantes passageiros bem.

A dirigente explicou que "o que estava programado era fazer testes só aos cidadãos nacionais que iam desembarcar e ficar em solo português e esses foram todos testados". Todos os outros passageiros e tripulação seriam “levados por corredor próprio [colunas de autocarros que sairiam do porto de Lisboa directamente à pista do Aeroporto Humberto Delgado] e seguir para os seus destinos".

Mas face ao facto de ter existido um caso positivo, todo o plano de contingência foi alterado, pelo que se o segundo teste "der positivo, temos um plano para o navio".

Na noite de 22 para 23 de Março, será dado cumprimento “ao principio da precaução em saúde pública, foram tomadas medidas de isolamento dentro daquele barco”, informou Graça Freitas. Dependendo do segundo teste, “vamos desenvolver um plano”, acrescentou.

O Jornal O TURISMO PT tentou por diversas vezes, ao longo do dia de hoje, contactar com a MSC Cruzeiros Portugal, mas não obtivemos resposta nem às chamadas nem ao pedido de explicação em relação a este caso.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade