Airbus com mais cinco empresas, iniciam o primeiro hub aeroportuário a hidrogénio

por: António Manuel Teixeira
Airbus com mais cinco empresas, iniciam o primeiro hub aeroportuário a hidrogénio
Airbus

A Airbus, Aena, as companhias de aviação Air Nostrum e Iberia, a Exolum e a Repsol assinaram um acordo de colaboração para estudar a criação do primeiro hub aeroportuário a hidrogénio em Espanha.

As seis empresas uniram esforços para enfrentar os principais desafios colocados pela implantação da aviação movida a hidrogénio no país. É a primeira vez que uma colaboração reúne toda a cadeia de valor, desde a produção de energia primária até às operações em terra com hidrogénio, contando simultaneamente com duas companhias aéreas e uma rede completa de aeroportos.
Esta colaboração proporcionará aos parceiros uma visão holística da aeronave movida a hidrogénio e da forma como esta pode ser integrada no ecossistema aeroportuário. Não se centrará só no abastecimento e nas infra-estruturas de hidrogénio, mas também nos requisitos específicos das operações aeroportuárias em terra. O objectivo final é promover e apoiar o crescimento do ecossistema da aviação a hidrogénio no país.

O Director de Sustentabilidade da Airbus em Espanha afirma: "A descarbonização do sector da aviação é um objectivo fundamental para a Airbus e a implantação de aeronaves comerciais movidas a hidrogénio com o seu ecossistema H2 é uma dessas alavancas fundamentais". Javier Arnaldo diz ser "essencial que a indústria da aviação como um todo trabalhe em conjunto para garantir o futuro abastecimento de hidrogénio nos aeroportos, especialmente tendo em conta o grande potencial da Espanha em energias renováveis e produção de hidrogénio com baixo teor de carbono".

A Directora de Sustentabilidade da Aena também referiu que o assunto ser uma prioridade para a empresa. "Esta colaboração permitir-nos-á obter uma compreensão mais ampla de como o processo de fornecimento de hidrogénio aos aeroportos espanhóis se poderá materializar no futuro, a fim de estabelecer um roteiro para abordar os principais desafios e dificuldades apresentados pela introdução deste novo vetor energético num ambiente aeroportuário". Com esta colaboração permite á gestora dos aeroportos de Espanha, "uma compreensão mais ampla de como o processo de fornecimento de hidrogénio aos aeroportos espanhóis se poderá materializar no futuro, a fim de estabelecer um roteiro para abordar os principais desafios e dificuldades apresentados pela introdução deste novo vector energético num ambiente aeroportuário", afirmou Ana Salazar

Na aviação, a Directora de Qualidade e Ambiente da Air Nostrum, explica que o compromisso da companhia é estar ao lado dos "criadores de novas tecnologias destinadas a descarbonizar o transporte aéreo". Como transportadora regional referem ser relevantes no projecto, uma vez que "temos as condições necessárias para nos tornarmos os primeiros implementadores da tecnologia do hidrogénio, graças à dimensão dos nossos aviões e à distância média que voamos", salientou María José Sanz.
A Directora de Sustentabilidade da Iberia, acrescentou que a colaboração entre os diferentes actores "é necessária para avançar na descarbonização do sector". Teresa Parejo afirma: "O hidrogénio fará previsivelmente parte do futuro da aviação, que virá mais tarde e complementará o desenvolvimento de combustíveis sustentáveis; para chegar a esse futuro, temos de começar a dar os primeiros passos agora".

Também o Director Sénior de Novos Negócios da Repsol, comentou que o hidrogénio renovável desempenha "um papel crucial na nossa estratégia de descarbonização". Luis de Oyarzabal reforça: "Não só o utilizaremos nas nossas instalações industriais, como também vemos o seu potencial no domínio da mobilidade". O dirigente acrescentou que para fazer avançar este mercado, "acreditamos que é essencial trabalhar com os melhores parceiros, reunidos neste centro, para tirar o máximo partido da oportunidade que temos pela frente".

A Airbus lançou o programa "Hydrogen Hub at Airports'' para promover a expansão da infraestrutura de hidrogénio na aviação. Até à data, foram assinados acordos com parceiros e aeroportos em 13 países, incluindo Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Nova Zelândia, Noruega, Coreia do Sul, Singapura, Espanha, Suécia, Coreia do Sul, Reino Unido, Estados Unidos e Estados Unidos.

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways