easyJet e UNICEF: “Todas as crianças podem voar”

por: António Manuel Teixeira
easyJet e UNICEF: “Todas as crianças podem voar”
Ken Fielding

Nova parceria entre a easyJet e a UNICEF tem como foco ter todas as crianças matriculadas até 2030.

A easyJet e a UNICEF anunciaram uma parceria que visa garantir que todas as crianças em idade escolar estejam matriculadas na escola até 2030.

Sob o lema "Todas as crianças podem voar", a campanha conjunta entre a companhia aérea e a Organização tem como objectivo angariar fundos essenciais para "transformar a vida de milhões de menores em todo o mundo". Esta iniciativa  pretende "proporcionar acesso à educação para as 114 milhões de jovens e educação digital para outras 148,6 milhões em todo o mundo", afirma a transportadora em comunicado.

Durante o movimentado período de férias, haverá "mais de cinco milhões" de passageiros na rede, e as equipa de cabine estarão a "realizar recolhas a bordo". Os clientes terão a "oportunidade de contribuir" para a campanha "Todas as crianças podem voar" e apoiar o trabalho na área da educação.

O CEO da easyJet afirmou: "Estamos orgulhosos de lançar a nossa nova campanha ‘Todas as crianças podem voar” que apoiará a implementação de programas impactantes para ajudar as crianças a moldar o seu futuro, juntamente com o trabalho crucial da UNICEF na sua protecção em tempos de emergência”.

Johan Lundgren acrescentou que na última década: “Os nossos clientes e tripulação angariaram cerca de 19 milhões de euros a bordo dos nossos voos. Gostaria de agradecer a todos os clientes que puderem doar e a sua generosidade em ajudar a fazer uma diferença real na vida de milhões de crianças em todo o mundo”.

O Director Executivo do Comité Nacional do Reino Unido para a ONG enaltece: As crianças em todo o mundo são afectadas por uma crise crescente de aprendizagem. Apenas 30% das crianças com 10 anos de países de baixo e médio rendimento conseguem ler uma frase simples. Hoje, mais do que nunca, as crianças e o seu futuro precisam de ser protegidos".

Jon Sparkes reforça: "Gostaria de aproveitar esta oportunidade para agradecer à incrível equipa da easyJet por continuar a apoiar as crianças, enquanto anunciamos a nova fase da nossa parceria para os próximos anos. Com maior acesso à educação, todas as crianças podem voar”.

O contributo dos clientes da easyJet já ajudou a Organização para a defesa infantil, a chegar a "mais de 169 milhões de crianças para ajudar a desenvolver competências relevantes e a construir o seu futuro". Desde 2018 já foram angariados 3.1 milhões de euros por parte dos clientes e tripulantes da transportadora "para proporcionar a oportunidade de aceder à aprendizagem. Isto incluiu o fornecimento de materiais educativos, como livros escolares e kits de sala de aula, a mais de 137 milhões de crianças, para que as crianças pudessem continuar a aprender, mesmo durante um conflito", revela em comunicado.

A easyJet também se tornou membro fundador da Aliança de Emergência da UNICEF no Reino Unido, juntamente com outras empresas, para apoiar a "realização do trabalho de salvamento de vidas da agência das Nações Unidas em situações de emergência". Os membros desempenharão um papel fundamental "para garantir que se possa apoiar as crianças e as famílias antes, durante e depois de uma emergência, através de contribuições financeiras e actividades de sensibilização", explica a Companhia de aviação britãnica.

O presidente do Comité do Reino Unido para a UNICEF sublinha: "Desde que trabalhei com a UNICEF testemunhei a amplitude do trabalho necessário para garantir que as crianças e famílias mais vulneráveis sejam protegidas". Embora  enfrentem uma escala inimaginável de agitação, iniciativas como a "Aliança de Emergência oferecem-lhes a esperança de que receberão a ajuda de que necessitam para levar uma vida saudável e feliz”.

Perante os problemas cusados pela pandemia, somados aos que já existoiam, o objectivo educativo das Nações Unidas visa garantir que todas tenham acesso a uma educação de qualidade, em qualquer circunstância.

A campanha "Todas as Crianças Podem Voar" continuará a angariar fundos com o mesmo compromisso da UNICEF, o de garantir o direito universal de todas as crianças à aprendizagem até 2030.

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways