TAP: "O aumento significativo das receitas, provam a solidez financeira do Grupo"

por: António Manuel Teixeira

Nos primeiros nove meses deste ano, a TAP voltou a atingir um marco histórico, ao atingir um resultado líquido positivo de 203,5 milhões de euros.

As receitas operacionais nos primeiros nove meses de 2023 ascenderam a 3,2 mil milhões de euros, demonstrando um aumento robusto de 725 milhões euros (+29,7%) em comparação com período homologo de 2022.

Os primeiros nove meses registaram "um excelente desempenho das métricas financeiras e comerciais", refere a companhia em comunicado. A TAP registou um EBITDA Recorrente (resultado gerado pela empresa antes de resultados financeiros) de 752,4 milhões euros, com uma margem de 24 por cento, bem como um sólido EBIT Recorrente (Receita líquida de vendas) de 400,7 milhões de euros, com uma margem de 13 por cento.

 

No final de junho de 2023, a Empresa procedeu ao reembolso das Obrigações 2019-2023, no valor total de 200 milhões de euros. Verificou-se uma melhoria significativa do rácio (divisão do somatório dos valores reais e o somatório dos valores registados) Dívida Financeira Líquida / EBITDA a 30 de Setembro de 2023, atingindo um nível de 2,4x, assinalando um progresso notável em relação ao rácio de 3,5x registado no final de 2022.

 

O Presidente Executivo da TAP, salienta: “os resultados do terceiro trimestre são encorajadores e validam o foco da organização em executar um bom Verão para os nossos passageiros. Estamos a dar sólidos passos para melhorar a robustez das nossas operações e a qualidade do serviço que prestamos, acelerando a recuperação dos dois últimos difíceis anos". Luís Rodrigues refere ainda: "O aumento significativo das receitas, suportado por margens operacionais resilientes e um forte trajecto de desalavancagem, provam a solidez financeira do Grupo num contexto desafiante".

 

De uma perspectiva operacional, não houve alterações na rede durante o terceiro trimestre. Relativamente à frota operacional, esta era composta por 98 aeronaves, a 30 de Setembro de 2023, sendo que 68% da frota operacional de médio e longo curso consistia em aeronaves da Família NEO (face a 66% a 30 de Setembro de 2022 e 33% a 30 de Setembro de 2019).

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways

Actualidade