Portugal Air Summit 2021 chega com novidades e com um novo desafio

Portugal Air Summit 2021 chega com novidades e com um novo desafio
tek.sapo.pt

Abertura do Portugal Air Summit 2021 conta com a presença do Ministro das Infraestruturas e da Habitação.

O Portugal Air Summit é um evento realizado em Portugal, sendo a maior cimeira aeronáutica da Península Ibérica e uma das maiores a nível Europeu. O evento tem como objectivo debater e analisar o potencial e futuro da aeronáutica, aviação, espaço e defesa, reunindo para isso, as entidades e personalidades mais relevantes da indústria. As quatros primeiras edições do evento contaram com mais de 450 oradores, 200 diversificados temas, 50 mil visitantes, 500 reuniões B2B (Business to Business) e B2C (Business to Consumer), contando com mais de 2500 contactos estabelecidos sendo cerca de 10% terem sido convertidos em negócios e 20 protocolos institucionais assinados. O evento tem início hoje, dia 13 de Outubro e é considerado um case study internacional (caso de estudo internacional) para a Organização da Aviação Civil Internacional, organização essa que foi o principal dinamizador do aeródromo de Ponte de Sor, contribuindo assim fortemente para a economia local e colocando assim, o setor, na agenda principal quer seja ela nacional ou internacional.

O evento terá a duração de cinco dias começando a dia 13 de Outubro e tendo o término no dia 17. Os primeiros três dias serão maioritariamente reservados para profissionais, ao passo que os dois dias restantes são para o público geral. A 5ª edição do Portugal Air Summit terá lugar no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, tendo como tema central “Flying for a New Start” (Voar por um novo começo). Nome carismático, que passa por relembrar que nesta fase, e provavelmente mais que nunca, importa discutir o futuro do sector, debater as diferentes hipóteses possíveis da recuperação e da viabilização deste sector e das actividades subjacentes ou dependentes. De relembrar, que a fase pandémica afectou gravemente a economia a uma escala mundial, colocando maior parte dos sectores industriais numa situação difícil, sendo que os ramos da aeronáutica e da aviação foram dos que mais sofreram. Registaram quedas do tráfego aéreo e diminuição da actividade bastante acentuadas, algumas com marcos negativamente históricos. Terão sido apresentadas medidas de emergência pela Comissão Europeia como “a redução dos limiares de utilização das faixas horárias para as companhias aéreas, orientações para os testes da COVID-19, a quarentena dos passageiros e o Certificado Digital”. Terá sido também publicado um documento de trabalho com matéria sobre os auxílios estatais e prestação de serviços públicos no sector.

O evento será num formato Híbrido, ou seja com a presença de público, convidados e oradores (45% presencialmente, 55% remotamente), mas também contará com uma emissão televisiva contínua dando cobertura ao evento via streaming. Em 2020, com a presença de convidados reduzidos face à pandemia a transmissão do evento chegou a cerca de 60 países, contando com uma média diária de cerca de 2500 a 3000 visitantes.

O Portugal Air Summit 2021 irá contar com dois estúdios, 47 conferências, 204 oradores, uma Networking Area, Airshow, Expo Local e Virtual (área dedicada à apresentação dos produtos e serviços empresariais tanto in loco como de forma virtual. Este ano haverá uma novidade extra, resultado duma organição conjunta o EUROC (European Rocketry Challenge), terá lugar no evento pela primeira vez em 2020, desafiando 20 equipas, cerca de 400 estudantes universitários oriundos de diversos cantos da Europa, a lançar rockets que atingem 10 quilómetros de altitude.

As conferências funcionarão então num formato híbrido, serão transmitidas via streaming com os oradores a focarem-se nos 4 vectores base da cimeira: aviação, aeronáutica, espaço e defesa.

A aposta do Portugal Air Summit, baseou-se este ano, nos conteúdos das conferências e na comunicação deste espaço de discussão do sector. As redes sociais do evento têm vindo a crescer tanto no Facebook como no Instagram, ambas que se identificam por viver mais de imagens do que de conteúdo, como tal este ano a Portugal Air Summit criou o LinkedIn um mês antes do evento, sendo esta uma rede mais focado no negócio, tendo sido aqui que resolveram apostar em campanhas de consciencialização e interação no Linked In. Conquistaram 623 seguidores num mês. Face à situação pandémica vivida na edição anterior, este ano as campanhas nas redes sociais tiveram início apenas uma semana antes da data inicial do evento, a organização espera assim conseguir atrair o seu público-alvo, estimulando o interesse orgânico de quem visita o evento e não através de publicações/divulgações patrocinadas.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade