França proibe voos de, e para, o Brasil

O Governo francês decidiu suspender todos os voos entre França e o Brasil até nova análise, uma vez que existe uma crescente preocupação com a variante coronavirus da Amazonas.

Jean Castex anunciou na Assembleia Nacional que têm conhecimento "que a situação se está a agravar e decidimos, portanto, suspender até nova ordem os voos entre o Brasil e a França".

Esta decisão após vários especialistas criticarem a falta de controlo sanitário das pessoas que chegam a França nos voos oriundos do Brasil. A Air France operava 10 voos semanais entre os dois destinos.

Até agora, para chegar a França, os passageiros vindos do Brasil, excepto os franceses, eram obrigados a apresentar uma razão imprescindível para viajar, assim como um teste PCR negativo e uma declaração de honra atestando que cumpririam 10 dias de quarentena. No entanto a mesma não teria qualquer inspecção por parte das autoridades francesas.

Só este mês, os passageiros passaram a ser submetidos a um teste rápido no aeroporto Charles de Gaulle. No entanto, as medidas são insuficientes, segundo os especialistas que se mostram preocupados com o descontrolo da pandemia no Brasil e a possível disseminação em França da variante inicialmente detectada no Brasil.

Remi Salomon, presidente da Comissão Médica dos Hospitais de Paris (AP-HP), em declarações ao Le Parisien, citado pelo PressTur, explicou que "se formos contaminados na véspera ou antes, vamos estar em período de contaminação, portanto assintomáticos e, logo, não será possível detectar o vírus através do teste".

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade