easyJet pretende competir com a Air France e a Lufthansa

easyJet pretende competir com a Air France e a Lufthansa
Divulgação

O principal aeroporto britânico, Heathrow, aumentou as taxas, pelo que se vai tornar muito mais dispendioso para as companhias aéreas utiliza-lo.

O aeroporto de Heathrow, em Londres, para o qual nem a easyJet nem a Ryanair voam, é um dos mais caros e complicados da Europa. Tem muitos passageiro, assegurado para voos de longo curso, por ser um dos mais centrais, mas para as Companhia é cada vez mais difícil suportar os custos.

No entanto, ontem Johan Lundgren, CEO da eajyJet, sem pensar no desastre financeiro que a sua companhia enfrenta, não se atreveu a descartar voos de ou para o aeroporto de Heathrow. Até agora, não só a companhia aérea laranja teria rejeitado totalmente essa possibilidade, mas ninguém teria sequer feito a pergunta. Quanto à Ryanair: está fora do radar deles, não é o seu target.

Mas a easyJet agora está a transformar-se e pretende competir com as grandes companhias, subindo um degrau no produto que oferece. Em Londres, mais alto do que Gatwick é apenas Heathrow.

O director executivo da easyJet, Johan Lundgren, segundo o preferente.com, explicou que para que no Verão possam voar para destinos como França, Grécia ou Turquia têm que estar na lista verde inglesa, ou seja, não exigem quarentena no regresso, embora eles exijam um PCR.

Questionado sobre as mudanças no mercado e a difícil posição das companhias aéreas tradicionais, Lundgren disse que a easyJet pode estar considerando Heathrow pela primeira vez, afirmando: “A nossa filosofia é voar dos principais aeroportos da Europa, então [Heathrow] possivelmente faça sentido. Isso não é algo que descartamos, mas o tempo e as condições devem ser adequados para que o façamos”.

Michael O'Leary, o CEO da Ryanair, tinha afirmado anteriormente que a easyJet está a deixar de ser uma companhia low cost. Lundgren admitiu que na Europa continental quer competir com a Air France e a Lufthansa, então o cenário combina.

As afirnações do dirigente podem causar alguma confusão na indústria de transporte aéreo, porque isso vai contra a estrutura do modelo.

É preciso recordar que embora Heathrow seja muito caro, desta vez os direitos de voo começam a custar menos devido à crise que abriu muitas oportunidades. É importante lembrar que a easyJet abandonou os aeroportos London Southend e Stansted no ano passado, reduzindo suas bases apenas para Gatwick e Luton.

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade