Portugueses são dos menos fiéis a uma companhia de aviação

Portugueses são dos menos fiéis a uma companhia de aviação
Divulgação

Portugueses revelam-se os viajantes europeus que procuram “um maior leque de opções no que toca a companhias aéreas e serviços de alojamento



Os portugueses são dos viajantes europeus que mais gostam de diversificar as suas opções para as férias afirmando 77% que, logo que a pandemia acabe irão procurar “um maior leque de opções no que toca a companhias aéreas e serviços de alojamento”, sendo  os viajantes europeus “menos fiéis a alguma companhia aérea em particular”, de acordo com um estudo apoiado pela eDreams ODIGEO.


“De forma geral, o estudo demonstra que a esmagadora maioria (77%) dos inquiridos portugueses vai procurar um maior leque de opções no que toca a companhias aéreas e serviços de alojamento, em comparação com o período anterior à pandemia. De facto, apenas 7% dos viajantes nacionais dá prioridade a uma companhia aérea específica no momento de reservar a sua próxima deslocação ao estrangeiro”, refere a agência de viagens online, num comunicado enviado à imprensa.

As companhias aéreas cancelaram milhões de voos nos últimos 12 meses, pelo que a maioria dos viajantes está mais propensa a procurar um leque mais amplo de opções de companhias aéreas e a optar por reservar com companhias que tenham provado ser confiáveis e centradas no consumidor durante a pandemia”, sublinha Pablo Caspers, Chief Travel Officer da eDreams ODIGEO.


Deste modo e segundo a eDreams ODIGEO, “os portugueses apenas ficam atrás dos espanhóis no que diz respeito à valorização da existência de várias opções de viagem”, uma vez que 80% dos inquiridos no país vizinho “destacam a importância da diversidade da oferta e dizem que vão procurar um maior leque de opções”.


Convém no entanto salientar que tão importante como a diversidade de opções, há ainda factores como o preço e a conveniência da rota, que condiciona a escolha, acrescenta a eDreams, “que refere que sete em cada 10 portugueses valorizam o preço, acima de qualquer outra coisa, enquanto 20% apontaram a conveniência das ligações aéreas”.


Mas a eDreams ODIGEO continua a sua análise afirmando: “A pesquisa por viagens ao estrangeiro em Julho, quando se espera que as restrições de viagens internacionais sejam levantadas, subiu 117%. No entanto, o preço é altamente importante para os viajantes portugueses, com sete em cada 10 a referir que valorizam, acima de qualquer outra coisa, conseguir um bom preço para as suas viagens”, e Pablo Caspers acrescenta salientando que “Após um ano de disrupção e confinamentos nacionais, as pessoas estão ansiosas por planear as suas viagens ao estrangeiro, mas estão também a avaliar mais do que apenas o tempo de voo, o aeroporto de partida e o destino de férias"

E a terminar Os viajantes procuram preços competitivos, rotas convenientes, políticas de marcação flexíveis, seguros contra a COVID-19 e bons índices de higiene”.

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade