Comissão Europeia investiga reembolsos das companhia aéreas

Comissão Europeia investiga reembolsos das companhia aéreas
Hosteltur

A Rede de Cooperação para a Protecção de Consumidores tem a responsabilidade de investigar as práticas das companhais aéreas durante a pandemia

.

Passou quase um ano sobre as restrições à mobilidade devido à pandemia da Covid 19 que provocaram o cancelamento de múltiplos voos e a reclamação dos bilhetes e é agora quando a Comissão Europeia e da Rede de Cooperação para a Protecção de Consumidores (CPC) iniciou uma investigação coordenada sobre as práticas em matéria de cancelamento de voos das companhias aéreas.

Convém não esquecer que só em Portugal as agências de viagens há meses que exigem em vão às companhias aéreas que efectivem o reembolso de centenas de milhões
de euros pendentes e ameaçaram mesmo com uma denúncia em tribunal


Esta investigação foi anunciada nesta segunda pela Comissão Europeia e e foi posta em marcha a partir de um alerta extremo do Serviço Europeu da União dos Consumidores (BEUC) e outro emitido pela própria Comissão Europeia que “avalia continuamente a protecção dos direitos da U.E. no caso de cancelamento de voos por parte das companhias aéreas” diz a Hosteltur.                                                                                                                                                                                                                                                                 

A investigação conforme esclarecimento da Comissão em comunicado, realiza-se com o objectivo de recolher informação sobre como informam as companhias aéreas os consumidores dos seus direitos como passageiros e como gerem os seus pedidos de reembolso.

No caso das companhias aéreas terem dificuldade quando procederem ao reembolso dos voos aos consumidores, A União Europeia pedirá que a informem sobre os passos que estão a dar para o resolver, com um prazo de três semanas para responder.


A investigação está a ser coordenada pelas autoridades da Rede de Cooperação para a Protecção dos Consumidores de seis estados membros, entre os quais se encontra Espanha, embora a Agência Sueca do Consumidor será a responsável pela gestão da maioria de conflitos e diálogo com as companhias aéreas.


A Comissária Europeia de Transportes, Adina Valean, anunciou ainda que há outras medidas em marcha relativamente a este assunto, como a revisão do marco regulador dos direitos dos passageiros, prevista na Estratégia de Mobilidade Sustentável e Inteligente.

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade