Volotea considera os seus resultados “muito positivos”

Volotea divulgou os resultados de 2020 que a companhia aérea considera “muito positivos tendo em conta o contexto actual”.


Durante o ano passado a estratégia da companhia aérea consistiu em adaptar rapidamente o seu programa de voos, sobretudo ao mercado doméstico em todos os países onde opera.

No total 86% das suas rotas foram domésticas. Esta estratégia permitiu à Volotea obter muito bons resultados no que respeita a ocupação de assentos, pontualidade e recomendação aos clientes, explica a companhia aérea.
Num contexto de crise sanitária e de evolução da indústria de transporte aéreo que viu diminuir o seu volume de negócios em 80%, Volotea compartilhou números satisfatórios para 2020, especialmente durante o terceiro trimestre, onde a companhia registou 83% de actividade relativamente  ao ano anterior.

Volotea realizaou 30.600 voos, menos 49% que em 2019.e tem sido capaz de manter a forte ligação na sua rede e de reajustar o seu programa de voos concentrando-se principalmente nas rotas nacionais e oferecendo um total de mais de 290 rotas.
O reajuste da sua estratégia permitiu à companhia aérea transportar 3,8 M de passageiros, com um factor de ocupação de 90,7%.

Carlos Muñoz, fundador e CEO de Volotea, referiu: “Estamos muito satisfeitos com os resultados do ano passado, especialmente tendo em conta o contexto. A flexibilidade demonstrada pela Volotea, adaptando em tempo record o seu programa de voos a rotas principalmente domésticas, foi a chave.

E continua afirmando Estes resultados que se juntam aos 150 milhões recebidos de empréstimo este verão, permitem que enfrentemos o ano 2021, com uma posição muito sólida e estar preparados para oferecer o nosso melhor serviço, tão depressa se recupere o tráfego que corta a distância”.

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade