Reino Unido obriga a quarentena todos os passageiros que cheguem de avião

Todos os viajantes que cheguem ao reino Unido por via aérea depois de 18 de Janeiro são obrigados a estar em isolamento obrigatório durante dez dias, para além de serem portadores de uma prova de Covid com resultado negativo


O anuncio acontece depois de nesta quinta Londrester proibido as viagens da América do Sul e de Portugal, depois de ser conhecida uma nova variante do coronavírus no Brasil, que não se sabe se é mais contagiosa ou se pode ser resistente às vacinas.

Paises como a Espanha, França e Itália estão fora da lista de países seguros, mas quem vier da Noruega, Australia e Japão entre outros territórios estão isentos do isolamento de dez dias.

Em conferência de imprensa o primeiro ministro britânico esclareceu que o encerramento dos corredores aéreos tem como objectivo proteger o Reino Unido de qualquer possível entrada de vírus não identificado que poderá disseminar-se pelas Ilhas Britânicas

Patrick Vallance, conselheiro médico do Governo alertou para o facto que podem entrar algumas variantes que podem não ser atingidas pela vacina.

A partir das 04:00 GMT de segunda tal como havia já anunciado o Governo, os viajantes que cheguem ao Reino Unido devem ter testado negativo num teste de covid 19, nas 72 horas anteriores.

A eliminação da lista de paises seguros significa qua não há passageiros isentos desta exigência.


Entretanto o Reino Unido já vacinou 3,2 milhões de cidadãos, mas ao mesmo tempo enfrenta-se um avanço alarmante do vírus devido a uma mutação aparentemente mais contagiosa que as conhecidas até à data.

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade