Tripulação da easyJet participa no processo de vacinação

A companhia aérea easyJet, afirma o Serviço Nacional de Saúde (NHS) irá treinar centenas de tripulantes de cabina para proceder à vacinação num esquema rápido de forma a ajudar os esforços de vacinação do país

.

Com o aparecimento na Grã Bretanha, da nova variedade de vírus, altamente contagiosa, o primeiro ministro Boris Johnson colocou o país num terceiro confinamento e uma aceleração de vacinação.

O governo planeia vacinar os mais velhos, os mais vulneráveis e os trabalhadores da linha da frente, cerca de 15 milhões de pessoas, até meio de Fevereiro pelo que está a abrir centros  e a recrutar voluntários para ajudar a alcançar o objectivo.


Com viagens a níveis muito baixos devido ao confinamento, muitos dos 3000 tripulantes de cabina da easyJet, que não estão a trabalhar, e como excelentes candidatos, com formação em higiene e segurança, vão passar a ajudar o NHS (Serviço Nacional de Saúde)

EasyJet afirmou na quarta que esperava a participação de centenas de elementos para vacinar tal como aconteceu no ano passado quando a tripulação  foi voluntária na ajuda ao Serviço Nacional de Saúde.
A companhia sérea, tal como muitas outras a nível europeu, estão ansiosos para que a vacinação comece e avance de forma a permitir que as viagens recomecem.

As finanças foram estranguladas durante 10 meses com o mínimo de voos, o que obrigou a diminuição de colaboradores e levou a aumentar a dívida.

Em declarações, Johan Lundgren, chefe executivo da easyJet afirmou: “ O progresso do país tem no programa de vacinação um evolução necessária e positiva” e concluindo Lundgren a refere “ Uma vez terminada permitirá o regresso à vida normal e é sem dúvida a chave para o retorno das viagens”.

Texto: Reuters

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade