TAP cancela voo, mas diz que necessita dos dados do jornalista, para justificar o motivo

Com tantos tripulantes à aguardar por um voo, a TAP cancela voo, mas ao ser questionada, responde que pretende saber qual o número da Carteira Profissional, sem responder às questões colocadas.

O Jornal O TURISMO PT comprou à TAP dois bilhetes para estar presente numa conferência em Ponta Delgada. O voo de regresso marcado para as 19:15 é cancelado, informando que "foi alterado pelo" que sai às 09.20.

Perante tal informação questionámos a TAP, na pessoa de André Serpa Soares do "Corporate Communications Media Relations" sobre o facto de termos "um compromisso até as 17:00 e o voo foi alterado para as 09:35, a empresa responsabiliza-se pelos custos de refeições e estadia, para regressar no dia seguinte?".

A resposta do funcionário foi a mais inesperada que se pudesse esperar: "Qual é o número da carteira profissional de jornalista?", pois "não encontro o nome na lista da Comissão da Carteira Profissional de Jornalistas".

Ou seja a TAP está mais preocupada em saber qual o número da carteira profissional a responder ao que lhe é colocado. Parece que André Serpa Soares se esqueceu que, independentemente da profissão, é um cliente que compra um bilhete de avião. A única diferença aqui é que existe um canal para esclarecer os jornalistas, em vez de usarem os canais dos clientes convencionais. No entanto a finalidade é a mesma, prestar informações sobre algo relacionado com a empresa.

A legislação Europeia, em relação à aviação afirma que "todos os voos cancelados, ou adiados com um prazo igual ou superior a cinco horas, a Companhia é obrigada a devolver o valor pago na integra, em dinheiro ou voucher". Salientando que compete ao "passageiro escolher a forma de ser reembolsado, tendo a Companhia obrigação de cumprir a vontade expressa pelo passageiro".

O Sr. André Serpa Soares deve ter-se esquecido deste pormenor, uma vez que a sua preocupação foi solicitar o número da Carteira Profissional de Jornalista do director do Jornal.

Com este cancelamento a TAP está a oferecer à SATA os passageiros, uma vez que a Companhia açoriana tem um voo às 18:55 para Lisboa.

Com colaboradores que têm as preocupações trocadas e cancelando voos, que a TAP vai deixar de ser "uma TAPzinha". O Presidente do Concelho de Administração, Miguel Frasquilho, tinha anunciado à pouco tempo numa conferência da Confederação do Turismo Português: "Não é intenção de ninguém que a TAP vire uma TAPzinha, não serve os interesses do país.”

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade