Grupo SATA considera positivo o regresso à acção e ao trabalho

Grupo SATA considera positivo o regresso à acção e ao trabalho
Divulgação

Um mês depois do regresso à actividade, o Grupo Sata faz um “balanço muito positivo” do regresso tanto no transporte de passageiros como de carga.

Cerca de um mês depois a retoma da sua operação, o Grupo SATA faz um “balanço muito positivo” da sua operação, tanto no transporte de passageiros como de carga.

Em comunicado, a transportadora aérea açoriana informa que, o mês de Junho, registou uma taxa de ocupação média de passageiros de perto de 40% na totalidade das rotas operadas, o que “representa um valor assinalável, considerando o contexto de pandemia e o período de cerca de três meses em que os passageiros estiveram impedidos de se movimentarem, devido à evolução da COVID-19 e às restrições de circulação impostas”.


Apesar de ainda limitada, “representa e faz prova, do investimento significativo por parte do Grupo SATA, que tem procurado cooperar activamente para que a catividade económica e turística do Arquipélago possa ressurgir, gradualmente. O esforço empreendido no reinicio da operação, representa o compromisso e a missão que o Grupo SATA assume na promoção da mobilidade entre as ilhas do Arquipélago e destas com o exterior”, lê-se no comunicado.

Não obstante o reinício gradual deste primeiro mês de operação, “a taxa de ocupação continua, como esperado, aquém da ocupação que se regista habitualmente nesta altura do ano. A previsão da taxa de ocupação, isto é, as reservas de 15 de Julho até final de Agosto, situa-se, neste momento, em cerca de 33%, que compara com uma taxa de ocupação de cerca de 80%, em igual período do ano anterior”, continua o comunicado


O grupo anuncia que para “uma melhor gestão de recursos, serão feitos neste período, um conjunto de ajustes pontuais no sentido de procurar um melhor equilíbrio entre a oferta e a procura”.

Esse processo decorre de “uma análise contínua que o Grupo SATA realiza à sua operação, em conjunto com os seus parceiros”. Neste contexto, “as transportadoras têm desenvolvido uma operação de contato proativo com os seus agentes de mercado e passageiros, no sentido de disponibilizar as melhores alternativas possíveis. Este processo tem corrido bem com particular compreensão de todos que, conscientes da situação excecional, têm sido particularmente cooperantes”.
Fonte Publituris

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade