Qantas Airways vais testar o voo mais longo do mundo entre Nova Iorque e Sydney

A Qantas Airways vai testar o voo mais longo do mundo: 20 horas dentro de uma aeronave sem qualquer escala, entre Nova Iorque e Sydney.

 

Até hoje, o voo mais longo foi o de  Singapura a Nova Iorque, ou seja, 19 horas sem escalas, no entanto a Qantas Airways vai testar, hoje,com mais uma hora, ente Nova Iorque a Sydney. O voo sai esta manhã de Nova Iorque e chega a Sydney no domingo de manhã.

A companhia aérea australiana pretende estudar o efeito dos passageiros. Um dos maiores desafios é justamente lidar com o desgaste físico e psicológico dos passageiros em viagens de longo curso.

O voo teste será mais do que um exercício de resistência. Cientistas e médicos na cabine transformarão o Dreamliner novo em folha da Boeing num laboratório de alta altitude. Os especialistas vão examinar o cérebro dos pilotos para medir o nível de atenção, e monitorizar a alimentação, o sono e a actividade dos poucos passageiros que estarão a bordo. O objectivo é analisar como como os humanos reagem a esta maratona.

O ónus físico dos passageiros é uma preocupação para as companhias aéreas. Para aliviar os efeitos do jet lag, as companhias de aviação estão a lançar no mercado os mais diversos produtos, desde comprimidos, medicamentos para ansiedade, como o Xanax, e óculos que emitem luz para acostumar o corpo ao novo fuso horário. Existem inclusive App para ajudar os passageiros a enfrentar o jet lag.

 

 

 

 

 

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade