Europa decidiu suspender os voos com aviões Boeing 737 MAX 8

A União Europeia decidiu suspender todos os voos com aviões Boeing 737 MAX 8, decisão que surge na sequência do acidente com um avião da Ethiopian Airlines.

 

De acordo com a Agência Europeia de Segurança Aérea (EASA) e fecha o espaço aéreo europeu a todos os aparelhos Boeing 737 MAX 8.

A decisão terá sido tomada depois de várias companhias aéreas e cerca de 15 países terem decidido suspender os voos em aparelhos do mesmo modelo do aeronave que se despenhou na Etiópia, incluindo seis países membros da União Europeia.

A medida entrou em vigor a partir das 18:00 e também inclui os aviões Boeing 737 MAX 9, tendo sido igualmente adoptada por países que não são membros da União Europeia, como a Suíça e a Noruega.

A suspensão temporária dos voos nestes aparelhos já tinha sido decretada pelo Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Holanda, Bélgica, Irlanda, Áustria, China, Austrália, Malásia, Singapura, Omã, Coreia do Sul, Mongólia e Indonésia.

Além destes países, também o operador turístico TUI anunciou a suspensão temporária dos voos nos seus 15 aviões Boeing 737 MAX 8.

Recorde-se que, no passado domingo, 10 de Março, um avião da Ethiopian Airlines de modelo Boeing 737 MAX 8 despenhou-se sem razão aparente, vitimando todos os 157 ocupantes. 

Já em final de 2018 se tinha registado outro acidente com um avião do mesmo modelo, da Lion Air, que causou 189 vítimas mortais.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade