AirHelp prevê um maior caos na aviação em 2019

Segundo a empresa AirHelp prevê-se um maior caos na aviação este ano e estima-se que mais de 33 mil voos diários venham a sofrer atrasos ou cancelamentos, o que poderá afectar mais de dois mil milhões de passageiros a nível mundial, 7,6 milhões em Portugal.

 

Segundo o porta-voz da AirHelp, Andreas Hermansson, “com a incerteza do Brexit, novas greves nas companhias aéreas, falta de pilotos e de controladores aéreos, assim como tráfego congestionado nos principais aeroportos europeus, aconselhamos os passageiros a prepararem-se para outro ano de perturbações”, num comunicado enviado à imprensa.

De acordo com a empresa, em Portugal, as previsões apontam para 66 mil voos com atrasos ou cancelamentos ao longo do ano, mais dois mil que em 2018, o que deverá afectar 7,6 milhões de passageiros, mais 600 mil que no ano passado, dos quais 360 mil deverão ter direito a receber compensação.

A entidade de defesa dos direitos dos passageiros aéreos, que estima que o número de pessoas a voar à partida de Portugal, em 2019, aumente de 25 para 26 milhões, prevê ainda que o maior número de voos com perturbações em Portugal venha a ocorrer na segunda quinzena de Agosto, uma das épocas de férias por excelência para os portugueses.

O porta-voz da AirHelp acrescentou, no comunicado, que “as companhias aéreas falham constantemente perante os passageiros e é óbvio que precisam de se adaptar às exigências cada vez maiores do sector. Nunca antes tivemos números tão elevados de passageiros aéreos e é triste ver quantos são deixados para trás na altura de serem compensados pelas perturbações a que ficam sujeitos”.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade