Casa de Partida: Uma ode ao nomadismo digital

por: Margarida dos Santos Viegas
Casa de Partida: Uma ode ao nomadismo digital
Casa de Partida

Este Alojamento Turístico, em Castelo Branco, orientado por valores de sustentabilidade, pretende inspirar os seus hóspedes a viajar apenas com bilhete de ida

No coração de Castelo Branco, no centro do nosso país, foi criado um projecto arquitectónico que vai além do convencional: a Casa de Partida. Tendo os nómadas digitais e os viajantes como principal público-alvo, a sua premissa é simples: a celebração da liberdade proporcionada por este estilo de vida. Além disso, é, também, um convite para vivenciar a essência do interior de Portugal, mostrando ao mundo que o país vai além das grandes cidades.

Testemunho do poder de realizar sonhos, o estabelecimento resulta do esforço conjunto de um casal – Tiago e Eliana, ambos de 33 anos – que decidiu deixar para trás mais de uma década de vida na capital, procurando as suas raízes, o seu sossego e a sua liberdade.

Com efeito, ambos canalizaram a sua paixão para transformar a Casa de Partida num espaço único. O principal desafio foi a concepção de um local de permanência, que possibilitasse uma vivência ampla. A luz natural, enquanto elemento, é o ponto orientador da circulação, definindo a relação entre as várias áreas da casa. Assim, com luz zenital e vãos de vidro que permitem a entrada de luz natural, a área de trabalho em open space é um convite à produtividade, com plantas naturais a criar uma atmosfera de calma. A experiência é complementada por uma zona exterior recatada, dedicada à prática de leitura e de yoga, convidando a momentos de concentração e bem-estar. De mencionar, ainda, o ambiente acolhedor da cozinha e da sala de estar, bem como o refúgio proporcionado pelo alpendre exterior, com piscina, horta biológica e zona de barbecue.

A sustentabilidade é um valor que permeia todo o conceito deste espaço, que está comprometido com a redução da sua pegada ecológica. Deste modo, o sol é a principal fonte de energia, através de oito painéis fotovoltaicos e de uma bateria que fornecem energia eléctrica e proporcionam o aquecimento da água. A Casa de Partida privilegia, ainda, o consumo biológico, através da horta referida anteriormente, onde se podem encontrar consumíveis sazonais e ervas aromáticas.

Este projecto é o primeiro da equipa de arquitectos da Urge, cuja intervenção propõe cenários que se caracterizam como caminhos para um lugar que não existe, mas que acreditam estar situado algures no futuro. A Casa de Partida é, neste cenário, a concretização do sonho de viajar apenas com bilhete de ida, e pretende inspirar outros a perseguirem as suas aspirações, independentemente da estratégia escolhida.

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways